Nem Twitter, nem Facebook: nessa rede social, reclamar ajuda outras pessoas

Avatar

Por Paula Zogbi

16 de fevereiro de 2016 às 17:35 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Não é nada fácil fazer denúncias no dia a dia, muito menos avisar outras pessoas que um lugar é perigoso ou de difícil mobilidade. Normalmente, o caminho mais comum é simplesmente passar pelo momento de sufoco e simplesmente não pensar mais nisso.

Com um projeto de financiamento coletivo aberto, com objetivo de arrecadas R$ 20 mil, a plataforma Vigilante fornece um ambiente colaborativo para denúncias de problemas em cidades, desde criminalidade até lixo e esgoto a céu aberto. O software foi criado pela ONG EvoBra, do bacharel em direito Luccas Adib.

O usuário pode, usando o aplicativo móvel ou o site, selecionar o local onde viu algo errado, para avisar os demais cidadãos do problema urbano encontrado. É possível até mesmo denunciar abordagens de policiais que se recusem a identificar-se, o que ocorre muito em manifestações, por exemplo

Apesar de não se tratar de uma denúncia direta, é uma maneira de evitar que outras pessoas passem pela mesma situação e, ao mesmo tempo, tornar pública a questão, até chegar, possivelmente, a autoridades responsáveis.

Há opção de publicar a queixa anonimamente ou não, e o aplicativo é gratuito. O usuário também pode adicionar fotos, áudios ou vídeos às denúncias.