Startups de mobilidade querem disruptar cadeia de valor e derrubar status quo

Davi Barboza, fundador e CEO da Automobi, Pedro H. Oliveira, fundador da Pronto Combustíveis e Fernando Saddi, sócio da Easy Carros, conversaram sobre o assunto no Mobility Day

Avatar

Por Isabela Borrelli

25 de agosto de 2018 às 01:25 - Atualizado há 1 ano

Davi Barboza, fundador e CEO da Automobi, Pedro H. Oliveira, fundador da Pronto Combustíveis e Fernando Saddi, sócio da Easy Carros, se reuniram nesta sexta-feira, 24, para discutir como as startups estão causando uma verdadeira disrupção no mercado de mobilidade, balançando inclusive players renomados. A Automobi e a Pronto Combustíveis são dois casos exemplares.

A Automobi é uma plataforma de CRM que constrói o relacionamento de pós-compra entre sua oficina e seus clientes, visando fortalecer o relacionamento entre o cliente e a concessionária ou oficina. Já a Pronto Combustíveis foca no combustível, a startup oferece um aplicativo que faz a cotação, implantação de pedidos e entrega de combustíveis para postos Bandeira Branca.

“Muitas vezes os postos bandeira branca tem o mesmo fornecedor de combustível do que os postos de grandes marcas e com preço mais acessível”, afirma Pedro Oliveira, CEO da Pronto. Uma das causas das pessoas evitarem o posto bandeira branca é pura desconfiança e falta de conhecimento, realidades que a startup está querendo mudar por meio de seus serviços: “A ideia é que a gente consiga reestruturar esse posto (bandeira branca), que o consumidor entenda que o Pronto Combustíveis tem qualidade e que vire referência e ajude postos de bandeira branca.”

Para Barboza não é diferente, uma vez que a estrutura de concessionárias são gigantes e contam com milhares de clientes. Dessa forma, permitir que o cliente agende as revisões do carro via aplicativo e de forma automática é um grande alívio. “O custo para manter esses lugares são altos e isso está sendo negligenciado. A redução de custo dentro da operação estará atrelado à eficiência”, defende Barboza, que acredita que a Automobi traz a solução para o problema.

“A gente veio para tornar essa curva (de crescimento da área) mais eficiente, fazer com que as empresas que estão atuando no mercado saibam agir nesse novo mercado. A gente não vem para dizer que o mercado continua o mesmo, a gente vem para dizer que o futuro já está no presente!”, frisa o CEO.