Startup permite que o transporte público seja pago usando apenas um celular

O Moov App traz uma carteira digital e planejamento de viagens, trazendo mais inteligência aos operadores do transporte público

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

27 de julho de 2018 às 18:05 - Atualizado há 2 anos

Se você sempre desejou sair de casa levando apenas o celular, agora não é o pagamento da passagem de ônibus ou metrô que vai te impedir. A startup de mobilidade Moov traz uma carteira digital que é o próprio smartphone dos usuários. Acredite ou não, agora não é preciso pagar a passagem para o cobrador, comprar um bilhete ou passar um cartão – você pode pagar com o celular.

“O Moov nasceu com o foco em transportar a experiência de aplicativos de transporte individual, como o Uber e a 99, para o transporte público. Nossa premissa é aumentar a qualidade do serviço prestado pelos operadores, facilitar seus processos de gestão interna e estimular o uso do transporte coletivo”, afirma Eduardo Motta, CEO da startup.

A primeira barreira que a startup está rompendo são as formas de pagamento, simplificada através de um smartphone. Os usuários podem efetuar o carregamento em qualquer lugar, utilizando o cartão de crédito ou boleto bancário. O segundo obstáculo que o Moov busca ultrapassar para melhorar a qualidade do transporte público no país é o planejamento de viagens. A startup permite que os usuários acompanhem, em tempo real, os horários de chegada e saída dos transportes disponíveis, planejando suas viagens e avaliando-as no final – assim como em um aplicativo de mobilidade, como Uber ou 99.

Dessa forma, ao mesmo tempo em que facilita a vida dos usuários de transporte público, a Moov traz mais inteligência aos operadores. “Coletamos e apresentamos em tempo real os dados a respeito do uso do transporte em um Dashboard. Nele, os operadores podem acompanhar todas as suas vendas, localização dos veículos, taxa de ocupação, tempo de duração e pontualidade das viagens e feedback dos passageiros”, explica Motta. Atualmente, a startup já está operando em cinco linhas de ônibus executivos no Rio de Janeiro e busca, em breve, começar a atuar em São Paulo.

No modelo de negócios da startup, o usuário não é cobrado pelo serviço, mas sim os operadores. E, para garantir sua rentabilidade, o Moov é remunerado por cada transação realizada pela plataforma.

A Moov é um exemplo de startup que está transformando a mobilidade urbana. Por isso, está integrando a Startup Village do Mobility Day – evento da StartSe sobre as inovações em mobilidade em parceria com a EasyMuv. Conheça o evento e participe aqui!

Baixe já o aplicativo da StartSe
App StorePlay Store