Para CEO da Estapar, mobilidade do futuro será pautada em quatro tendências

Conectividade e presença dos carros elétricos são duas delas – estacionamento terá um papel importante em cada uma

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

27 de agosto de 2018 às 08:02 - Atualizado há 1 ano

Já não é segredo para ninguém que os carros autônomos e elétricos estão chegando para ficar. Enquanto isso, fica a dúvida: o que vai acontecer com os tradicionais estacionamentos? Para André Iasi, CEO da Estapar, com o surgimento de tecnologias e de veículos cada vez mais modernos, os espaços vão se transformar.

Segundo a The Rockefeller Foundation, até 2035 a população urbana será de aproximadamente 5 bilhões de pessoas. “Em um país como o nosso em que a mobilidade é um gargalo, como isso poderá ser resolvido?”, questionou o CEO durante o Mobility Day 2018.

Para Iasi, os modais de transporte precisarão se completar. “Será preciso usar ao máximo as estruturas já existentes, como metrôs e rodovias”, disse. Segundo o executivo, a mobilidade do futuro será pautada em quatro tendências, e o estacionamento acompanhará cada uma delas:

Mobilidade diversa

As pessoas vão se locomover de forma diferente. Em uma mesma jornada, usarão diversos meios de transporte, como metrô, ônibus, carros, bicicletas e patinetes. A ideia é que voltar do trabalho ou de uma viagem seja mais rápido e fácil. O papel dos estacionamentos nesse cenário? Facilitar a experiência. “Um passageiro que viaja de São Paulo para Campinas, por exemplo, pode chegar na cidade, parar em um estacionamento e pegar uma bicicleta ou um carro para concluir o trajeto”.

Eletricidade

“O Brasil tem uma fonte energética limpa. Acreditamos muito no crescimento dos carros elétricos no país”, ressaltou Iasi. O estacionamento funcionaria como um posto de recarga e local de manutenções. Enquanto os carros estão estacionados, podem receber uma nova carga ou passar por uma revisão.

Conectividade

Carros, pessoas, metrôs, ônibus e rodovias: tudo estará conectado por meio da Internet das Coisas, com uma comunicação cada vez mais constante. A Estapar já colocou em prática o conceito. Pelo aplicativo Vaga inteligente, o cliente pode reservar serviços da empresa e ter acesso à inúmeras funcionalidades.

Carros autônomos

Os famosos veículos também vão fazer parte do modais de transporte – seja para o uso pessoal ou para serviços de mobilidade urbana. “Os estacionamentos vão funcionar como um lugar para recarregar, estacionar e até mesmo para carga e descarga de veículos autônomos usados pelas empresas para delivery”, ressaltou o CEO.