Looplex transforma a produção de documentos jurídicos

Avatar

Por Elena Costa

6 de outubro de 2017 às 19:41 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

As Lawtechs vêm transformando o ambiente jurídico. As empresas de tecnologia no mercado jurídico otimizam o trabalho dos advogados, automatizando os serviços que são burocráticos e não fazem parte do cotidiano do direito. Com isso em mente, a Looplex foi fundada para diminuir o esforço dos juristas.

A empresa tem como lema produzir mais, com maior qualidade e com menor custo. Automação inteligente de documentos jurídicos: isso é a Looplex. A plataforma permite que advogados escolham modelos pré-definidos de processos, responda as perguntas necessárias (como os dados do cliente) e a Looplex gera o documento, poupando tempo. O profissional paga de acordo com a quantidade de documentos gerados.

A automação através da plataforma da Looplex permite que seja registrada a hora em que está sendo utilizada, a quantidade de documentos e as condições em que se está produzindo, mostrando o quanto de revisão e edição é necessária – otimizando o processo de escrita em comparação se o documento fosse feito no word, por exemplo.

Por ser multiplataforma, a Looplex pode ser acessada por computador, tablet ou celular, diminuindo a complexidade dos documentos jurídicos e tornando-os acessíveis na palma da mão, em qualquer lugar. A inteligência artificial simplifica o Direito e traz a flexibilidade aos advogados.

O CMO da empresa, Henrique Saraiva, afirma que os principais diferenciais desta lawtech são “agilidade, qualidade, consistência e métricas de produtividade que não eram claramente possíveis de serem medidas no formato antigo”.

Saraiva ainda afirma que nos escritórios que possuem o sistema, houve reduções no tempo de produção de 80 a 95%, comparado ao tempo em que advogados realizam manualmente. Além disso, ressalta que a Looplex se propõe a “automatizar a produção do conteúdo jurídico para acelerar a velocidade que o advogado produz edições, memorandos, contratos ou qualquer outro tipo de documento jurídico no contexto da advocacia”.

O principal desafio que as lawtechs enfrentam hoje é a mudança de cultura nos escritórios e dos profissionais – mas elas estão vencendo. “A barreira é o não-entendimento que a tecnologia veio para ajudar e tirar o advogado do trabalho repetitivo, burocrático, desnecessário, para fazer o seu melhor: advogar. (…) A tecnologia potencializa a mente e a capacidade de produzir do advogado”, diz Saraiva.

“Advogado não vai ser substituído por um robô, por tecnologia. Eu não vejo isso acontecer, pelo menos não nas próximas décadas”, afirma o CMO à respeito dos mitos que cercam as lawtechs. Ele ainda acredita que as tecnologias jurídicas estão sendo criadas para auxiliar o advogado e acabar com o trabalhos repetitivos, que não são propriamente jurídicos.

O ecossistema está recebendo investimentos e benefícios, o que é positivo. Mas Saraiva não deixa de ressaltar o lado negativo, que é o fato de a associação às vezes não conseguir abordar os interesses de todos os associados da B2L (Business for Lawyers) .

O mercado de lawtech ganhou grandes proporções nos últimos anos. Se você tem uma startup e está diante deste setor, certamente não pode deixar a oportunidade passar batida e participar do Lawtech Conference. Clique aqui para saber mais.

Participe do maior censo de startups do Brasil! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

E caso você tenha interesse em patrocinar eventos da StartSe, envie um e-mail para patrocinio@startse.com.br

[php snippet=5]