Loggi levanta US$ 150 milhões e se torna mais um unicórnio brasileiro

João Ortega

Por João Ortega

5 de junho de 2019 às 10:32 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Loggi, startup de logística fundada em 2013, tornou-se um unicórnio após anunciar nesta quarta-feira um investimento de US$ 150 milhões. Com o aporte. que teve participação do SoftBank, Microsoft e outros investidores, a empresa atingiu o valor de mercado de US$ 1 bilhão.

No fim do ano passado, o Vision Fund, fundo de investimentos da SoftBank, havia realizado um aporte semelhante na startup. Com a injeção no caixa, a Loggi tem o objetivo de realizar entregas em um dia para todo o território brasileiro.

Fabian Mendez, CEO e fundador da startup, afirmou no início do ano que pretende realizar 5 milhões de entregas diárias até 2020 – hoje este volume corresponde a cerca de 100 mil. O empreendedor afirma que a implementação de tecnologias como robótica e inteligência artificial para calcular as melhores rotas de entrega são a chave para atingir os objetivos que estabeleceu para a empresa. Neste sentido, a empresa está formando uma equipe com mais de mil desenvolvedores

Enquanto os planos imediatos da Loggi focam em aumentar a cobertura e o volume de entregas dentro do Brasil, as metas internacionais ficam para um futuro mais distante. Mendez acredita que a startup será capaz de fazer um IPO e expandir operações para outros países da América Latina, mas sem prazo definido para estas expansões.