Loggi investe em vertical de e-commerce e atinge 70% do mercado brasileiro

A startup passa a oferecer entregas para e-commerce em 13 municípios do país e espera alcançar 40 cidades em 2019

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

11 de setembro de 2018 às 17:15 - Atualizado há 1 ano

Nesta segunda-feira (10), a Loggi anunciou novos investimentos em sua vertical de e-commerce. A startup de entregas expressas agora passa a atender 13 municípios do país, incluindo regiões da Grande São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife. Neste ano, a startup investiu R$ 50 milhões em tecnologia e infraestrutura de logística de distribuição para atender a estas cidades.

Com o investimento em e-commerce, a startup passa a atingir 79 milhões de consumidores – 70% do mercado de e-commerce, segundo a própria empresa. Hoje, a Loggi realiza 50 mil entregas por dia – inclusive de compras feitas no mesmo dia ou no dia seguinte – e pretende atingir 40 cidades do país na vertical de e-commerce em 2019. Para a startup, o mercado de e-commerce é um dos mais promissores para conectar o Brasil.

“Inovamos esse mercado quando trouxemos as entregas expressas para o Brasil e desde então não paramos de impactar o mercado com uma solução única para nossos clientes”, afirma Francesco Losurdo, diretor de e-commerce da Loggi. “O desafio do setor para crescer esbarra na logística complexa do país e na Loggi temos o objetivo de facilitar esse caminho, aprimorando a experiência de compra do consumidor como um todo”.

Fundada em 2013, a startup atende hoje as maiores varejistas no país, como C&A, Netshoes, Dafiti e B2W. A Loggi oferece entregas para pessoas físicas e jurídicas, possuindo o serviço “LoggiPro” específico para empresas.

O LoggiPro se integra com a plataforma de vendas da varejista, coletando os produtos para entrega no centro de distribuição e realizando a entrega aos clientes. A startup realiza a roteirização das entregas através de inteligência artificial e Big Data e busca as rotas mais rápidas e eficientes. O cliente e o varejista acompanham todo o processo de entrega.

Hoje, a startup possui uma rede de 5 mil motofretistas e motoristas de vans atuando em suas entregas. Além do e-commerce, a startup possui ainda verticais focadas em restaurantes e empresas de outros segmentos.