Liderança: o que é e quais são os modelos mais eficientes agora

Marcelo Pimenta

Por Marcelo Pimenta

1 de dezembro de 2020 às 18:17 - Atualizado há 2 meses

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 22 a 25/Fev - 2021, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Como já dizia John C. Maxwell, “liderança não é sobre títulos, cargos ou hierarquias. Trata-se de uma vida que influencia outra.”

Antes mesmo de falarmos sobre liderança precisamos entender o que não é liderança. Sim, por muito tempo construímos uma ideia de “líder” como sendo aquele chefe autoritário, a quem devemos obedecer, custe o que custar.

Mas acontece que esse ‘líder-chefe’ já morreu faz tempo. Com a chegada das startups e da nova geração de líderes, muita coisa mudou (e pra melhor). Agora sabemos que a verdadeira liderança é aquela que inspira confiança pelo exemplo e não pela imposição.

Em um mundo com cada vez mais competitividade corporativa, o perfil de liderança nunca foi tão importante quanto agora. Além disso, muitos executivos possuem currículos exemplares, mas não conseguem orientar suas equipes com ações assertivas. 

Por sorte, entender o que é liderança de verdade pode ajudar a melhorar isso. Por isso, continue lendo este artigo!

O que é liderança?

Sem dúvidas, o melhor caminho para definir o que é liderança é pensá-la como sendo a qualidade que permite a uma pessoa orientar a atitude de outras. E, como dissemos no spoiler anterior, a liderança se torna muito mais eficiente quando essa orientação é inspirada por atitudes e não por palavras.

Isso significa que a liderança não se limita a uma posição executiva, mas abrange ações e decisões que o líder toma e que podem afetar tanto a equipe quanto a empresa. Donald H. McGannon, importante empreendedor norte-americano do mercado de radiodifusão costumava dizer que a “liderança é ação e não uma posição”.

Assim, aquele velho jargão “ele(a) já nasceu líder” na verdade poderia ser substituído por “ele(a) tem habilidades e atitudes de liderança”. Vale ressaltar que, mesmo que você ainda não tenha se tornado um líder, pode desenvolver estas habilidades por meio de vários recursos, como por exemplo, as formações de liderança executiva.

Não é à toa que há séculos essas habilidades de liderança são estudadas. Um dos primeiros a fazer isso foi o psicólogo Kurt Lewin que abriu diversas portas (em 1939!) para que o assunto fosse abordado sob a ótica comportamental e originou a Teoria da Liderança. 

De lá para cá, as teorias só aumentaram e hoje temos vários tipos de liderança catalogadas. Vamos dar uma olhada em algumas delas a seguir:

Quer aprender sobre os métodos mais atuais de liderança hoje em dia? Inscreva-se para a formação Liderança Exponencial da StartSe — totalmente Online e Ao Vivo.

liderança

 

Qual é o conceito de liderança?

Se você é um profissional que sempre desejou se tornar um líder, mas não sabe nem por onde começar, precisa conhecer o conceito de liderança.

Ao entender que tipo de perfil de liderança o mercado onde você atua espera, fica muito mais fácil desenvolver essas competências e se destacar para a posição.

Por outro lado, se você é o dono de uma empresa ou startup, determinar qual é o melhor perfil de líder para os cargos de gestão te deixará um passo à frente no mercado, uma vez que a liderança certa faz a diferença nos resultados que sua empresa quer alcançar.

Em tempos de pandemia, inclusive, em que muitas empresas estão atuando de maneira remota, pode ser interessante organizar novamente os processos de gestão e liderança dos times.

Acompanhe os próximos tópicos desta publicação para entender mais sobre o assunto. 

Assista o vídeo abaixo para entender um pouco melhor sobre o conceito geral de liderança aplicada hoje em dia:

Tipos de liderança de acordo com Kurt Lewin

A forma mais fácil de se tornar um bom líder é estudar os perfis de liderança que existem. 

daí fica muito mais claro visualizar que tipo de perfil é o seu e como você pode reduzir os erros e melhorar a sua capacidade de liderança.

De acordo com Lewin, em sua Teoria da Liderança, existem 3 tipos principais de líderes: autoritário, participativo e delegativo.

Autoritário

Principais características do líder autoritário: 

  • Conhecido como autocrático, ou seja, que detém praticamente todo o poder da tomada de decisão
  • Centraliza as orientações sobre as ações do grupo de maneira praticamente individual, reduzindo radicalmente a participação dos outros membros do grupo
  • Fornece expectativas claras sobre quando, onde e como as ações devem ser realizadas.

Vantagens do líder autoritário: 

  • Facilita a tomada de decisões rápidas;
  • Geralmente é o membro mais experiente do grupo;
  • Possui atitude mais reativa diante de problemas.

Desvantagens do líder autoritário: 

  • Pode tomar decisões menos criativas (por reduzir a participação de outros membros do grupo);
  • Incentiva menos trocas de informação e conhecimento entre as partes envolvidas em executar as ações decididas;
  • Pode propiciar ambientes disfuncionais pela falta de clareza;
  • Pode ser visto como abusivo e ditatorial pelo restante do grupo.

Participativo

Principais características do líder participativo:

  • Conhecida como liderança democrática;
  • Considerada por Lewin como a mais eficiente;
  • É marcada pela orientação do líder do grupo, mas com sua própria participação nas atividades;
  • Neste tipo de liderança, é comum que todos os membros do grupo contribuam para a tomada de decisões a partir das orientações do líder;
  • Mesmo com a participação de todos, a palavra final ainda é do líder.

Vantagens do líder participativo:

  • Os membros do grupo são estimulados a participar mais ativamente das ações
  • Os resultados das participações são mais criativos e de maior qualidade;
  • Gera maior engajamento da equipe;
  • Aumenta o nível de motivação e criatividade da equipe;
  • Produz maior senso de comprometimento e organização das pessoas do grupo.

Desvantagens do líder participativo: 

  • As ações podem ser um pouco menos produtivas;
  • A tomada de decisão é mais lenta;
  • Tem menos controle sobre os processos realizados.

Delegativo

Principais características do líder delegativo:

  • Conhecida como liderança liberal;
  • Oferece pouca ou nenhuma orientação, de maneira que os membros do grupo têm mais autonomia para a execução de ações e projetos;
  • Caracterizada pelo estilo “deixe fazer”.

Vantagens do líder delegativo:

  • É útil em casos que envolvem especialistas altamente qualificados que trabalham de maneira independente dentro do projeto;
  • Aumenta a motivação para ações individuais;
  • Cria mais autonomia para as partes envolvidas.

Desvantagens do líder delegativo:

  • É considerada por Lewin como a menos produtiva dos 3 grupos principais;
  • É mais cobrado pelos membros do grupo;
  • Há menor registro de cooperação;
  • Tem menos clareza na definição de papéis;
  • Produz menos motivação como um grupo.

O que é ter capacidade de liderança?

Gestão inovadora

Capacidade de liderança é conseguir levar um time ao seu objetivo: gerar resultados. Contudo, os caminhos para chegar lá são muito diversos.

Já deu pra perceber que existem muitos perfis de liderança, alguns com mais vantagens que outros, com certeza. Apesar das diferenças, todos eles precisam ter a capacidade mínima de liderança, pois sem ela não conseguirão ir muito longe.

Afinal, como um líder consegue desenvolver capacidades de ouvir os membros do time e incluir suas considerações em suas decisões, sem perder sua própria autonomia? Ou como conciliar a liberdade sem deixar escapar as metas de produtividade que o time precisa gerar?

Estas e outras habilidades devem fazer parte da formação de um bom líder. Além disso, muitas qualidades de liderança não são só definidas por abordagens padronizadas de ação e modelos de gestão no ambiente corporativo. Uma vez que limitar o líder a apenas um perfil não é uma técnica eficiente, pois, para cada necessidade e empresa, há um conjunto de qualidades que se adequam melhor. 

Confira abaixo algumas das qualidades que podem ser encontradas em um perfil de liderança

Capacidade técnica

A liderança técnica é a gestão que tem como objetivo alcançar boas performances. Dessa maneira, o líder com este perfil se baseia no alto rendimento dos membros da equipe.

De maneira geral, é alguém que inspira confiança nos superiores e nos subordinados. Além disso, busca pautar suas decisões em informações concretas e capacidade analítica da situação.

O liderança com a característica técnica é vista como uma parte fundamental da operação e costuma criar uma imagem de relevância diante das demais pessoas. 

Capacidade motivadora

A capacidade de motivar uma equipe é uma das mais importantes para um líder. Ou seja, os líderes deste modelo, de forma geral, são pessoas que costumam não se abalar diante de situações complicadas, como crises

Pelo contrário, são pessoas que naturalmente conseguem reverter o ânimo dos colaboradores para uma visão mais positiva da situação. 

São também pessoas que perguntam coisas do tipo “o que podemos fazer agora?” e abrem espaço em suas operações para ideias disruptivas. 

São reconhecidos por contornar as situações complicadas, melhorando o ânimo das pessoas. Por isso, são reconhecidos como líderes motivadores.

É comum que sob este tipo de liderança as pessoas se sintam livres para expor suas ideias e participarem da tomada de decisões. Além disso, o trabalho do grupo costuma ser reconhecido, o que inspira confiança entre os membros da equipe.

Atualmente, o perfil de líder motivador está muito associado à liderança em formato de coach, que, embora mais moderna, faz bom uso de elementos da motivação.

Capacidade de ter carisma

O carisma é considerado por muitos estudiosos sobre o assunto como a capacidade mais comum e fácil de reconhecer. Com certeza você conhece algum líder assim!

Isso porque os líderes carismáticos são pessoas que apresentam bom humor e facilidade em se relacionar com as demais pessoas do ambiente de trabalho. Por esse motivo, ganham a confiança dos colegas e sua colaboração de maneira natural.

Este tipo de líder usa com frequência a técnica do exemplo para exercer sua influência. Ou seja, seu perfil colaborativo permite que os demais se espelhem em suas ações e o sigam diante de novas ideias. Um dos cuidados que precisa tomar, no entanto, é para não passar uma impressão muito descontraída e permissiva aos demais.

O que fazer para desenvolver a capacidade de liderança?

Do que um líder precisa?

Ok, já sabemos quem são os líderes. Lendo as descrições acima, com certeza você consegue pensar em chefes que já passaram pela sua carreira que têm tais características. 

Até mesmo colegas de trabalho, de escola ou da faculdade podem, com facilidade, se encaixar neste perfil de maneira natural, correto? 

Mas o que fazer no caso de uma pessoa que precisa assumir um papel de liderança e não dispõe de alguns destes perfis e nem tais habilidades sob a manga?

De acordo com Suzanne Bates, famosa consultora de negócios nos Estados Unidos, a postura que um líder assume no ambiente corporativo influencia a maneira como ele será visto e seguido por seus colaboradores. 

Bates tem ganhado destaque como coach e autoridade na comunicação empresarial nos últimos anos. Para ela, as qualidades do líder atualmente devem envolver uma mistura de postura, temperamento e habilidades. 

Tente adquirir o fator “uau”

O fator “uau”, segundo Bates, é a chamada “presença executiva”. Para ela, a pessoa que deseja inspirar a aparência de líder deve se fazer presente. Em suas pesquisas, a especialista descobriu que muitas pessoas não sabem ao certo descrever o porquê reconhecem um líder, mas “sabem que é um quando o veem”. 

Por isso, não há receita de bolo, para ser um verdadeiro líder. Na verdade, a autenticidade e a capacidade de se entregar à situação podem se manifestar das mais variadas formas.

Para efeitos técnicos, a autora listou algumas das características que podem ser trabalhadas para descobrir o líder que há em você:

Inspire e transmita confiança

Um estudo científico realizado por Paul Zak, Professor de Economia, Psicologia e Gestão da Claremont Graduate University mostra que a confiança funciona como uma espécie de “alavanca” de performance em uma empresa.

Aliada à ocitocina, a confiança facilita a interação entre as pessoas. Por isso, mesmo em situações complicadas, o líder deve buscar alternativas e se esforçar para estabelecer soluções para os problemas. 

Ele se faz presente no espaço de trabalho e deve ser a pessoa que segura as rédeas da situação. Sendo assim, é alguém que inspira confiança nos demais.

Crie seu próprio estilo

Um líder deve ser bom em causar uma boa impressão, não necessariamente de aparência, mas principalmente de comportamento. 

Sendo assim, é necessário que haja uma coerência entre estilo e expectativas: é muito importante que a imagem do líder esteja alinhada aos valores e culturas da empresa. E o desafio é justamente fazer isso sem deixar de lado seu próprio estilo.

Além disso, sua atitude deve ser coerente com as ações que ele espera de seus colaboradores — desde sua postura aparente até seus comportamentos éticos devem servir como liderança-exemplo.

Seja um líder com “substância”

Sabe aquele líder que está sempre presente e interagindo com o grupo? Esse tipo de liderança, baseado na interação social, é classificado por Bates como liderança com “substância”. 

Geralmente essa liderança é madura o suficiente para resolver situações, graças à sua capacidade de interação e por transmitir os valores necessários para o time. Bates acredita que com esses elementos, a pessoa passa a ser vista como sábia, confiante, íntegra e estratégica.

Por exemplo, caso um líder consiga sucesso a etapa estilo, mas não a de substância, ele se torna um “terno vazio”, nas palavras da especialista. 

Mantenha a integridade do seu caráter

O que o seu líder faz quando ninguém está olhando? Essa é a pergunta-chave para entender como o caráter é importante para um líder. 

Não só dentro do ambiente de trabalho, como também em seu ambiente familiar e pessoal, o caráter do líder está sempre sendo avaliado. 

Bates explica que o caráter analisado neste tópico são os “valores, temperamento e crenças sobre si mesmo, outros e a vida de forma geral”.

Por fim, o caráter se torna visível pela coragem, otimismo, integridade, discrição e prioridades que o líder transparece para a equipe. Bates defende que não é sobre esclarecer para as pessoas estes elementos da sua vida pessoal, mas sim sobre estabelecer um comportamento consistente que fale por você no ambiente corporativo.

Como melhorar a capacidade de liderança?

Ser líder não é nascer com o “espírito da liderança”. Na verdade liderança é uma habilidade a ser desenvolvida e há inúmeras maneiras de fazer isso. Como por exemplo, por meio de  cursos, programas de capacitação e educação executiva. 

Que fique claro: não existe receita de bolo. Mas existem métodos reconhecidos mundialmente para se tornar um bom líder: aquele que une alta performance e ao mesmo tempo inspira a confiança de sua equipe.

Quer aprender sobre os métodos mais atuais de liderança hoje em dia? Inscreva-se para a formação Liderança Exponencial da StartSe — totalmente Online e Ao Vivo.

liderança