Kovi, startup brasileira de aluguel de carros, recebe aporte de US$ 30 milhões

João Ortega

Por João Ortega

6 de novembro de 2019 às 13:17 - Atualizado há 1 ano

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 22 a 25/Fev - 2021, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A startup Kovi, de aluguel de carros, divulgou nesta terça-feira que levantou US$ 30 milhões (R$ 120 milhões) em investimentos. A empresa brasileira foca em motoristas de aplicativos, oferecendo a custos reduzidos veículos para quem quer trabalhar na função mas não possui carro próprio. Participaram da rodada de investimentos os fundos Monashees, Maya Capital, Y Combinator, entre outros.

A Kovi foi fundada no ano passado por Adhemar Milani e João Costa, que foram executivos da 99. A startup opera em São Paulo, Porto Alegre e na Cidade do México, onde abriu um escritório recentemente. Com o investimento, a ideia é ampliar a operação no México e focar na expansão para novas cidades no Brasil e na América Latina.

De acordo com os empreendedores, a startup cresce mais de 60% ao mês. A previsão é de que, até o fim do ano, 5 mil motoristas utilizem os carros da Kovi para trabalhar. Vale ressaltar que a Kovi passou por outra rodada de investimentos há seis meses, na qual levantou US$ 10 milhões (R$ 40 milhões).

Hoje, a Kovi tem 110 funcionários e cerca de 3 mil veículos em sua frota. A startup aposta em parceria com fabricantes e companhias tradicionais de aluguel de carros para obter veículos por um preço competitivo, e assim promover aos motoristas de aplicativo um modelo que seja benéfico para ambas as partes.