Investidores usam esta startup para conseguir uma vantagem sobre rivais

Contudo, quem usasse o serviço da Second Measure, nova startup de gerenciamento de dados, conseguiu prever com sucesso: informação que vale ouro em qualquer mercado financeiro do mundo

Avatar

Por Da Redação

7 de abril de 2016 às 12:03 - Atualizado há 4 anos

Lembra do notório caso da Chipotle, restaurante de comida mexicana que passou por um “escândalo” de intoxicação alimentar? Todo mundo sabia que ela ia passar por uma queda de vendas por conta disso, mas ninguém conseguia acertar quão significativa essa queda seria até a empresa divulgar seus resultados.

Contudo, quem usasse o serviço da Second Measure, nova startup de gerenciamento de dados, conseguiu prever com sucesso: informação que vale ouro em qualquer mercado financeiro do mundo. Pois bem, essa startup virou a nova mania e arma secreta dos investidores contra seus rivais, mostra o Business Insider

O seu funcionamento é muito simples: ela pega bilhões de informações anônimas de cartões de créditos e os analiza, relacionando-os de uma maneira mais fácil de entender. Para quem investe em startups, isso virou altamente “viciante”: permite entender como anda o negócio de uma empresa (se está crescendo, estagnada) com muito mais eficácia. 

Ela começou com uma ligação de um amigo de um amigo, para Mike Babineau, fundador da Second Measure, que na época trabalhava em uma empresa de video games. Esse amigo tinha 2 TB de informações para análise e queria passar isso para o Excel. O problema era que o Excel não era a melhor aplicação para ele usar. 

E foi aí que Babineau entendeu que os investidores deveriam estar melhores informados e consumiriam um produto de análise de dados. “A maioria dos fundos está investindo bilhões de dólares sem nenhum tipo de conhecimento técnico”, disse ao site. 

Foi quando ele decidiu criar esse tipo de empresa, junto com sua sócia, Lillian Chou. Com algum acordo com credenciadora ou banco norte-americano – e não individualmente – , a Second Measure analisa 2-3% de todas as transações de cartão de crédito dos Estados Unidos, o suficiente para fazer uma pesquisa de amostra sobre como a economia vem caminhando. 

A partir daí, humanos e robôs trabalham para organizar esses dados em informações que sejam úteis para os investidores e que permitam entender a dinâmica econômica – e largar na frente no mercado financeiro.

E foi assim que uma boa parte dos investidores conseguiram descobrir informações valiosas sobre o mercado pós-escândalo da Chipotle. Que era óbvio que a empresa afetada ia ter uma queda de vendas, mas só os usuários da Second tinham nas mãos a informação de que os clientes da empresa haviam ido para as redes Blue Apron e Chili’s. E puderam ganhar dinheiro com essa informação.