Insurtech Pitzi, de seguros para celulares, recebe investimento de R$ 60 mi

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

12 de novembro de 2019 às 09:42 - Atualizado há 1 ano

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A Pitzi, startup de seguros para celulares, recebeu um aporte de R$ 60 milhões liderada pela QED Investors e WTI. A rodada também conta com participação dos já investidores Valiant Partners e Thrive Capital. Atualmente, a empresa conta com 1 milhão de clientes no país e espera aumentar esse número com a nova injeção de capital.

Venha aprender com empreendedores inovadores que estão transformando mercados tradicionais na Silicon Valley Conference

Criada em 2012, a Pitzi já havia levantado R$ 70 milhões em três rodadas anteriores. Seu valor de mercado é avaliado em cerca de R$ 400 milhões. “Hoje, só 4% dos smartphones são protegidos no país, comparado com até 90% em outras regiões. Queremos expandir o mercado, reduzir o gap e chegar a esse nível de penetração em um futuro próximo”, conta Daniel Hatkoff, CEO e fundador da Pitzi, no anúncio.

Com o aporte, Bill Cilluffo, sócio na QED e ex-presidente da Capital One International, passa a ser um membro do conselho da empesa. A QED Investor possui startups como Nubank, QuintoAndar, Loft e SoFi em seu portfólio.