Instabridge possui uma base de 1,5 milhão de usuários compartilhando conexão gratuita no Brasil – e quer expandir

Avatar

Por Lucas Bicudo

21 de junho de 2016 às 18:35 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O Instabridge é uma startup sueca que criou a maior comunidade de compartilhamento de wi-fi do mundo. Mais de dois milhões de usuários estão usando o aplicativo para obter ou compartilhar conexão à internet de forma gratuita. O Brasil é o maior mercado da empresa, com mais de 1,5 milhão de usuários em todos os estados, que contam com mais de 200 mil hotspots para fácil acesso à conexão gratuita.

Todos os sinais são públicos, originados de universidades, lojas, cafeterias, restaurantes, shoppings e entre outros diversos exemplos. São os próprios usuários que mapeiam os locais que oferecem wi-fi gratuito. A plataforma atualiza frequentemente sua base de dados, sempre testando quais hotspots continuam ativos e qual a qualidade de seu sinal.

“A partir do mapa criado, nossos usuários encontram imediatamente os hotspots ativos próximos de onde estiverem no momento”, afirma o fundador Niklas Agevik.

A proposta do aplicativo não se resume a uma ação social, mas a um empoderamento real daqueles que precisam acessar a internet de qualidade no país, mas ainda possuem acesso restrito. Um fator que chama atenção é que apenas 57% da população tem acesso à internet no Brasil, evidenciando um mercado ainda em amadurecimento e com muito potencial para crescimento exponencial.

“Nosso objetivo é oferecer mecanismos que permitam a qualquer pessoa com um dispositivo móvel ter internet de graça para estudar, pesquisar e se divertir. Queremos dar mais acesso à informação e ao conhecimento”, continua. 

É neste cenário que fica clara a força e o valor da sharing economy, assim como da comunidade de usuários, na promoção do acesso à internet de qualidade para um grupo bem maior e variado de pessoas. O aplicativo traz uma interface amigável e sistema de geolocalização.

“Queremos ser uma alternativa àqueles que não têm condições financeiras de pagar pelo acesso mobile. Acreditamos que em um mundo no qual todos estão conectados, ninguém deveria ficar abaixo da ‘linha de pobreza dos dados’”.

Toda essa preocupação social tem base em um levantamento da própria plataforma, em que foi identificado que mais da metade da população mundial não tem acesso à internet, mais de 2,6 bilhões de pessoas possuem um smartphone e mais 4 bilhões terão um nos próximos 4 anos. Somado a isso, o MMA Mobile Report 2015 ajuda a ter uma ideia mais clara do cenário de acessibilidade à internet móvel no Brasil e das condições financeiras e hábitos de consumo dos brasileiros. Em uma entrevista com 1.200 pessoas, cerca de 90% deles utilizam um smartphone para acessar a internet.

“Nós acreditamos em fazer o bem, encontrando e compartilhando soluções positivas onde outros enxergam apenas dificuldades. Temos consciência de que o nosso trabalho é importante”, conclui Agevik.

O aplicativo está disponível para Android e iOS.

Mensagem do Editor

Ei, tudo bom?

Gostaria de agradecer pela visita! Meu nome é Felipe Moreno, sou editor-chefe do StartSe e, como muito de vocês, dono de uma (minúscula) startup de mídia.

E vou te fazer um pequeno convite: vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui embaixo e eu vou te enviar alguns e-mails para você com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um empreendedor, funcionário, investidor ou apenas interessado neste maravilhoso mundo!

É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Conto muito com a presença de vocês neste papo!
[php snippet=5]