iFood registra 17,4 milhões de pedidos no mês de março

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

9 de abril de 2019 às 16:58 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O iFood atingiu o marco de 558 mil pedidos diários em março de 2019. Ao todo, a startup de delivery de refeições recebeu 17,4 milhões de pedidos no mês passado. Em novembro de 2018, a startup recebeu um aporte de US$ 500 milhões. O investimento foi o maior já recebido pelo iFood. De lá para cá, o crescimento nas operações é visível: em outubro de 2018, a startup recebia 10,8 milhões de pedidos por mês.

Até outubro, o IFood estava presente em 483 cidades e com cerca de 50 mil restaurantes cadastrados. Agora, a empresa está disponível em mais de 500 cidades e em todos os estados do país. O número de restaurantes cadastrados aumentou para 66 mil afiliados.

A empresa também está crescendo em outro segmento. Inicialmente, o iFood era apenas a plataforma integradora entre os restaurantes e quem desejava realizar pedidos. Agora, a empresa passou a ser uma intermediadora, realizando o serviço de entrega para empresas que não desejam operar a sua própria logística.

Em outubro de 2018, a startup havia realizado 737 mil entregas. Em março deste ano, o iFood realizou 3.3 milhões de entregas, de pedidos feitos no seu aplicativo. É um número pequeno se comparado ao número de pedidos diários, mas é uma vertical que pode potencializar ainda mais o crescimento da startup, por permitir trazer ainda mais restaurantes para dentro da plataforma.

Confira os números: