A história da Lola Cosmetics: inovando antes de virar tendência

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

24 de novembro de 2018 às 16:54 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Entender os desejos do consumidor e planejar uma comunicação assertiva se tornou fundamental para crescer um negócio. Foi assim que a Lola Cosmetics conquistou o público e hoje está presente em pontos de venda do Brasil todo. Fundada em 2011 no Rio de Janeiro, a empresa nasceu com uma proposta: oferecer uma visão inovadora sobre os cuidados com a saúde capilar para todos os tipos de cabelo.

“A Lola viu o mercado da beleza muito consolidado na massa, em alta escala. Pensamos: que tal ir para um segmento diferente com uma proposta única e inovadora; e, com esses valores, se aproximar do mercado de massa?”, disse Felipe Soares, diretor de negócios da Lola Cosmetics, no Beauty & Fashion Day da StartSe que acontece neste sábado (24).

Para isso, a Lola criou produtos livres de parabenos, ftalatos, sulfatos, derivados de animais e outras substâncias prejudiciais para os fios de cabelo. A marca é 100% vegana e aposta em uma comunicação visual criativa. Os produtos têm embalagens retrôs e nomes divertidos – como “morte súbita”, “meu cacho minha vida” e “rebelde com causa”.  Só em 2016, a empresa cresceu 200% em vendas, levando sua linha de produtos para mais de 5 mil pontos varejistas em todo o Brasil.

Muito desse sucesso se deve à dedicação da marca nas mídias sociais. Para a empresa, as plataformas são muito mais do que apenas canais de vendas. Pelo Facebook, Instagram e outras redes, o contato com a cliente é mais próximo. “Hoje, a tecnologia está cada vez mais presente no mundo – os consumidores compram da forma que quiserem e a individualização está cada vez mais em alta”, comentou Soares.

Antecipando tendências

A Lola foi a pioneira na introdução de produtos de No e Low Poo para cabelos cacheados. Os dois métodos propõem uma nova forma de lavar os cabelos, com produtos menos agressivos. A empresa acertou em cheio, já que a busca por produtos mais naturais e por personalização estão atualmente entre as principais tendências globais apontadas por especialistas. “Buscamos uma consolidação como marca 100% vegana, natural e orgânica. Temos cada vez mais produtos orgânicos e uma iniciativa mais sustentável, porque o produto ser vegano não significa necessariamente que não possui impacto no meio ambiente devido as embalagens. Queremos utilizar embalagens recicladas e biodegradáveis – essa é a nossa evolução natural como marca”, explicou o diretor de negócios da Lola.

Para crescer ainda mais, a empresa aposta na multicanalidade, com a presença em farmácias, lojas de departamento, e-commerce e loja conceito; na multicategoria, com uma linha corporal e de maquiagem com ingredientes vegetais e ativos orgânicos, e na multi geografia, com a internacionalização das vendas. “Cada vez mais vemos a necessidade de aumentar o horizonte dessa marca. Estamos em Portugal, Espanha e França e a Lola é uma empresa de gestão familiar, não temos interesse de termos fundos participando porque confiamos na nossa marca. Hoje, nosso desafio é manter a simplicidade e continuar inovando – a exemplo das multinacionais que não conseguem inovar porque são muito complexas”, finalizou Felipe Soares.