Guiabolso e Warren irão dar R$ 25 para usuários que querem investir

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

1 de outubro de 2019 às 16:16 - Atualizado há 1 ano

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 22 a 25/Fev - 2021, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Os usuários do Guiabolso que optarem por investir através da plataforma Warren irão ganhar R$ 25 como incentivo (nos investimentos a partir de R$ 100). As fintechs realizaram uma parceria para oferecer mais uma alternativa de serviço financeiro no Guiabolso.

O Guiabolso nasceu como um aplicativo de gestão financeira, com o diferencial de unir todos os gastos de diferentes contas e catalogá-los por categoria. Com o auxílio de inteligência artificial, a startup passou a entender os perfis de seus usuários e a recomendar os serviços mais adequados – inclusive analisando se estão pagando mais taxas bancárias do que deveriam.

“O objetivo é encurtar o caminho para que a pessoa comece a investir sem muito esforço. Queremos que o típico investidor de poupança, por exemplo, ganhe mais estímulos para tomar uma atitude e passar a aplicar melhor o dinheiro”, diz Benjamin Gleason, fundador do Guiabolso e responsável pela área de novas parcerias da fintech.

Já o Warren oferece uma experiência diferente de investimento: os usuários focam nos objetivos que querem alcançar, e não no produto escolhido. A inteligência artificial também é primordial para a fintech, permitindo a identificação das melhores oportunidades para cada usuário, de acordo com o perfil (se é mais conservador ou não).

Leia mais:

+ A aposta do Guiabolso em openbanking, com Thiago Alvarez, fundador da fintech

+ Estudo de caso: Warren, a nova fintech de investimentos