"Google dos shoppings", startup ajuda clientes a pesquisarem suas compras

Avatar

Por Paula Zogbi

1 de abril de 2016 às 10:09 - Atualizado há 5 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

O comércio eletrônico é uma modalidade que cresce rapidamente nos hábitos do brasileiro. No ano passado, essa forma de comprar cresceu 15%, e a previsão do E-bit, unidade de informações sobre ecommerce do Buscapé, é de que cresça mais 8% neste ano. Ainda assim, existe um gosto difícil de mudar: o de ter o produto em mãos antes de efetivamente gastar dinheiro nele.

Criada com a intenção de unir as duas experiências – a facilidade das compras online e a segurança de escolha de estar na loja – a startup Spotshopp quer ser a solução para as pessoas que não têm tanto tempo assim, mas realmente gostam de ir a shoppings.

“Hoje, se você quer comprar uma bolsa, precisa rodar todas as lojas do shopping para descobrir a melhor opção”, comenta Daniel Dahia, co-fundador da empresa. “A grande maioria das pessoas ainda prefere comprar fisicamente, e acho que as pessoas ainda gostam muito de ir ao shopping”, explica, diferenciando seu produto da experiência de e-commerce em si.

Para implementar o serviço, ele e seus parceiro, Vitor Souza e Luciano Santos, entraram em contato com um grande shopping na cidade de São Paulo, que fez a ponte com as lojas em si. Fechada a parceria, as lojas serão responsáveis por disponibilizar seu estoque no banco de dados da Spotshopp.

Uma vez instalado o aplicativo e pesquisado o produto de interesse, o consumidor receberá alertas e localizações das lojas que o disponibilizam, dentro do shopping de interesse.Há também uma tecnologia de IOT que, por meio de bluetooth, é capaz de indicar exatamente onde está cada produto dentro de uma loja específica, explica Daniel.

“Dentro de tudo isso, a gente tem também um projeto de publicações personalizadas, onde as marcas poderão atingir exatamente os usuários que buscam suas opções em pacotes especiais”, explica Vitor. “Além disso, planejamos no futuro que o app possa efetuar de fato as vendas”, comenta.

Por enquanto, o foco do Spotshopp é estar em 7 shoppings de São Paulo até o final do ano. “Mas não descartamos também lugares com uma grande concentração de lojas, como a [rua] Oscar Freire”, explica Daniel. “Já estamos firmando parcerias e em maio já estaremos operando no primeiro grande shopping. Mas ainda é segredo”, conclui ele.