Gentrop, edtech do Vale do Silício, traz projeto do Google para o Brasil

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

17 de abril de 2018 às 16:43 - Atualizado há 3 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

O Google possui um programa específico para trazer a tecnologia e dispositivos eletrônicos para as salas de aula: o Google For Education. A empresa possui vários parceiros para divulgação do programa no mundo, e um desses parceiros, no Brasil, é a Gentrop.

A Gentrop é uma startup criada em 2009, em Palo Alto, no Vale do Silício. Na época, a empresa tinha o objetivo de mudar como as empresas estavam fazendo uso de nuvens, focando totalmente em Business Intelligence e infraestrutura. Em 2016, a startup veio para o país ainda com esse desejo e hoje está no país oferecendo soluções de tecnologia através de parceiros.

A startup se tornou uma das principais representantes do G Suite para o Google e de marketing para a Salesforce, empresa de software focada em CRM e gestão de clientes. A empresa foi convidada para representar o Google para clientes, visando o crescimento de um programa que já está presente em mais de 80% das escolas dos Estados Unidos, segundo Thales Calmon, sócio na Gentrop.

“Se olharmos uma sala de aula em 1900 e em 2018, elas seguem a mesma estrutura – várias cadeiras seguindo uma hierarquia de ‘eu conheço, vocês aprendem, eu demando, vocês fazem’. Como o Google muda esse conceito de ensino? Colocando colaboração, proatividade e tirando hierarquia, substituindo por iniciativas participativas – e uma aula com participação conjunta é muito mais produtiva do que uma aula que você impõe”, comentou o empreendedor.

Para Calmon, aprender sobre a Revolução Francesa e ainda poder pesquisar fatos e histórias da época é muito mais interessante do que apenas seguir o conteúdo didático. Hoje, existem professores que são certificados no Google, justamente com esse propósito de aula mais horizontal e dinâmico.

“No Brasil, ainda estamos engatinhando nessa tecnologia. O percentual de pessoas que possuem esse tipo de tecnologia ainda é baixo, e o Google é um exemplo de empresa que está fazendo um esforço hercúleo para mudar isso”, explicou Thales. Atualmente, o Google For Education está presente em mais de quinhentas escolas públicas de Salvador, fruto de uma parceria com a Prefeitura da cidade.

No Google for Education, a empresa possui o Google Classroom, uma sala de aula online. “A grande diferença é que é possível ministrar provas, delegar tarefas, observar os alunos fazendo em tempo real e ainda as corrigir. Criamos um modelo de ensino totalmente diferente, e o professor tem o controle de tudo, inclusive conhece o empenho do aluno através de análise de login, entre outros”, afirmou.

Essa nova modalidade de ensino acompanha o próprio desenvolvimento dos alunos, que estão cada vez mais conectados e utilizando tecnologias de forma nativa. Inovações em tecnologia são desenvolvidas todos os dias para que a educação seja mais acessível e eficiente, dentro ou fora das salas de aula. A Gentrop estará presente na EdTech Conference, junto com outras inovações em tecnologia na educação. A EdTech Conference acontecerá nesta quarta-feira (17), garanta a sua vaga!

[php snippet=5]