Cereais matinais buscam se reinventar no mercado norte americano

Avatar

Por FoodVentures

26 de setembro de 2018 às 16:01 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais
Resultado de imagem para froot loops
Fonte: Froot Loops

Grandes nomes da indústria alimentícia norte americana, como Kellogg’s e General Mills, têm visto uma certa ameaça aos seus tradicionais produtos. Por mais que, quando pensamos em cereal matinal, nos venha a imagem dos filmes de Hollywood, personagens colocando o leite do galão numa tigela com Froot Loops. Nostálgico né?

Mas esses mesmos consumidores agora, como já discutimos muitas vezes aqui no site, estão se preocupando mais com saudabilidade e priorizando alimentos que não contenham componentes artificiais. Além disso, com a recente “onda vegana”, muitas pessoas estão deixando a lactose de lado.

Ainda que os cereais matinais estejam presentes em 85% dos lares norte americanos, o consumo diminuiu significativamente durante os anos. Além da rejeição pelo leite, os jovens consumidores se dizem “não interessados em sentar com uma tigela de cereal, pois faz muita bagunça”, segundo informações do site Quartz.

Podemos esperar que a General Mills e a Kellogg’s continuem fabricando os cereais tradicionais, mas os consumidores se surpreenderão com as novidades e inovações que pretendem lançar. A Kellogg’s, por exemplo, vem estudando há alguns anos o lançamento de produtos que contenham uva passa, ovo, bacon e leite de soja.

Segundo matéria do New York Times, os jovens consumidores não comem no café da manhã, mas quando comem, geralmente o cereal é substituído por smoothies, iogurte, vitaminados, sanduíches e ovos. A General Mills também tem planos voltados para esse nicho, começando por priorizar embalagens no estilo snacks, pacotes individuais, barras de cereal e torradinhas.

Você acha que no Brasil os dias do pão francês na chapa e do café com leite (“pingado”) estão contados? Deixe sua opinião!