Nubank recebe aporte e é a 2ª startup de mais de US$ 1 bilhão do Brasil

Da Redação

Por Da Redação

1 de março de 2018 às 11:20 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O Nubank se tornou a segunda startup do Brasil a virar um unicórnio, ao receber um valuation de US$ 1 bilhão! A empresa recebeu um aporte de US$ 150 milhões em uma roda de investimentos Série E, liderada pelo DST Global e contando com a participação de Founders Fund, Redpoint Ventures, Ribbit Capital e QED, Dragoneer Investment Group e Thrive Capital. O DST já havia liderado outra rodada de investimentos, em dezembro de 2016.

O 99 foi o primeiro unicórnio do Brasil, feito alcançado no começo do ano por conta de sua venda para a chinesa Didi Chuxing. O PagSeguro é listado por muita gente como o 2º unicórnio do Brasil depois de uma mega abertura de capital nos Estados Unidos – mas a empresa era de propriedade do UOL, que faz parte de um dos maiores grupos empresariais do Brasil. Sendo assim, o Nubank é a segunda startup nacional.

A empresa já emitiu 3 milhões de cartões de crédito e possui uma fila gigantesca, tendo iniciado várias iniciativas nos últimos meses, como a Nuconta e o Rewards Program – que aumentaram a maturidade da empresa. O Nubank captou quase US$ 330 milhões em seis rodadas de investimento desde que foi fundado, em 2013, e é talvez o maior expoente do ecossistema de startups de todo o Brasil.

O Nubank está de parabéns e se tornar um unicórnio mostra que a empresa está cada vez mais forte. O mundo financeiro é riquíssimo e super aberto a novas tecnologias: fizemos um e-book gratuito para você entendê-lo melhor. Não deixe de conferir!