Fintech pega processo lento e demorado e transforma em rápido e fácil

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

5 de junho de 2018 às 10:46 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Comprovar gastos corporativos costuma ser uma dor de cabeça para os pouco organizados. Guardar cada cupom fiscal e colocar todos os gastos em uma tabela do Excel costuma ocupar um tempo precioso de cada colaborador, mas é visto como um mal necessário. Agora, não mais – a fintech Espresso foi criada para resolver o problema.

O Espresso uniu o útil ao agradável ao oferecer um aplicativo para que os usuários anotem todas as suas despesas e enviem foto dos comprovantes fiscais. Ou seja, pegou um trabalho mecânico que levava algum tempo e resolveu com um processo que demora alguns minutos no momento de cada compra, muito mais simples e produtivo.

“A empresa surgiu da necessidade de eliminar a burocracia dos processos financeiros da empresa. Em novembro de 2015, quando surgiu a ideia, fizemos entrevistas com diferentes empresas onde conseguimos reconhecer o padrão do problema”, afirma Guilherme Tângari, CEO e fundador da startup. Após a identificação da necessidade, a startup partiu para o MVP.

De 2015 até agora, a startup já está tracionando e possui o crescimento médio de 20% ao mês. O Espresso foi acelerada pela ACE e participou de duas rodadas de investimentos. O conhecimento arrecadado a fez mudar seu modelo de negócio algumas vezes.

Inicialmente, a fintech cobrava por cada reembolso solicitado; depois, passou a ter um preço fixo por empresa e hoje possui um modelo de cobrança por usuário ativo – dessa forma, a empresa pode cadastrar todos os funcionários, mas pagar apenas pelos que realmente usam o aplicativo.

“O Espresso tem um SaaS validado que resolve o problema real de mais de 140 empresas clientes. Para o financeiro das empresas, a plataforma web possibilita auditoria e aprovação das despesas, políticas, alocação de gastos em centros de custos, criação de workflows de aprovação, além de integração com ERPs para consolidação das informações”, comenta Tângari.

No futuro, a startup deseja aumentar seu portfólio de clientes – que hoje conta com nomes como Mr Cheney, Max Milhas, Be Blue – e ampliar a plataforma, desenvolvendo mais soluções dentro das áreas financeiras das empresas.

O Fitbank é uma das startups que estará na Startup Village da Fintech Conference, o maior evento sobre fintechs da América Latina. O evento acontece nesta quarta-feira (06) – garanta a sua vaga!

Baixe já o aplicativo da StartSe no iPhone ou no Android