Bitcoin continua com boas expectativas e FoxBit está posicionada para aproveitar

A corretora se destaca como uma das principais corretoras de criptomoedas do país

0
shares

Se no modelo tradicional os países utilizam suas próprias moedas para transacionar operações – o que leva cada uma delas a ter um determinado valor nos negócios e ainda precisar da intermediação de um operador, seja ele um banco ou qualquer outro tipo de instituição financeira –, no mundo virtual, a integração do meio de pagamento e da moeda já não enfrenta tantas barreiras. Um dos exemplos desta nova “moeda de negócio” é o Bitcoin, que no ano passado ganhou fama internacional pelas enormes altas.

A febre pode ter passado, mas o Bitcoin ainda apresenta todas as razões possíveis para continuar subindo e ser cada vez mais usado. Bitcoin traz a ideia de uma nova forma de dinheiro que usa criptografia para controlar sua criação e as transações, ao invés de uma autoridade central. Por isso, é considerada a primeira rede de pagamento descentralizada, em que é os usuários quem gerenciam o sistema.

Uma das grandes vantagens dessas transações é que elas são seguras, irreversíveis e não contêm informações confidenciais ou pessoais dos clientes. Isso protege os comerciantes de perdas causadas por fraude ou estornos fraudulentos. Eles podem facilmente expandir para novos mercados, onde os cartões de crédito não estão disponíveis ou as taxas de fraude são elevadas. Os resultados líquidos são taxas mais baixas, mercados maiores e menores custos administrativos.

Milhares de pessoass estão buscando se inserir neste meio e no Brasil não é diferente. O maior caso de sucesso no mercado nacional é a FoxBit. A empresa surgiu em dezembro de 2014 e funciona como uma corretora de criptomoedas.

“Nós fornecemos um serviço de intermediação. Pense na FoxBit como o Mercado Livre, nós estamos apenas oferecendo uma plataforma (um serviço) na qual o usuário pode encontrar compradores ou vendedores de bitcoin. Tudo o que fazemos é oferecer um ambiente simples e seguro, como faz o Mercado Pago, para que o internauta possa negociar bitcoins com outros usuários. E, neste ambiente, garantimos que compradores receberão os bitcoins e que os vendedores receberão o dinheiro no preço de venda que foi acordado entre as partes”, explica Guto Schiavon, o Diretor de Operações da startup.

Para que o usuário possa utilizar os serviços da FoxBit, basta que ele se registre no site da empresa. Depois, todas as suas transações realizadas na plataforma poderão ser acompanhadas no Livro Contábil do usuário. É importante observar também que, além de atuar como a corretora de bitcoins, a startup também trabalha na educação dos usuários, através da plataforma de cursos online Foxbit Educação. O tema dos cursos vão desde bitcoin e blockchain a outra criptomoeda, ethereum.

“Bitcoin é tão virtual como os cartões de crédito e redes bancárias online que as pessoas utilizam todos os dias. Pode ser usado para pagamentos online e em lojas físicas, tal como qualquer outra forma de dinheiro. Além disso, pode ser utilizado para remessas entre países e como ativo financeiro. E é justamente por ser um mecanismo rápido, barato e sem intermediários que ele cresce tão exponencialmente, demonstrando que há grande potencial ainda pela frente”, continua Schiavon.

Só para se ter uma ideia, no final de agosto de 2013, o valor de todos os bitcoins em circulação excediam US$ 1,5 bilhão. Cinco anos depois, o valor de mercado do bitcoin corresponde à US$ 125 bilhões. A criptomoeda atingiu seu valor máximo no dia 16 de dezembro de 2017, de US$ 19.343 por unidade. Nesta quinta-feira (30), o valor de um bitcoin é de US$ 7.313 por unidade.

A grande flutuação de preço do bitcoin gerou desconfiança em muitas pessoas, enquanto outras se aproveitaram desta onda. O analista da Fundstrat Global Advisors Tom Lee acredita que a queda foi "absolutamente normal". Gostar de bitcoin costuma ser 8 ou 80: há grandes personalidades que ama, outras que odeiam. O CEO do JP Morgan já chamou a criptomoeda de fraude e se arrependeu; Jack Dorsey, fundador do Twitter, afirma que a criptomoeda se tornará "a" moeda virtual em 10 anos, enquanto o investidor lendário Warren Buffet tem a opinião que o bitcoin terá um "final ruim".

A Real Valor é uma das fintechs que participarão da Fintech Conference, a maior conferência de fintechs do Brasil. Quer mais detalhes sobre o evento? Acesse o site do evento e garata sua participação!

Junte-se a mais de 400.000 Empresários e Profissionais Para Conhecer os Negócios Mais Disruptivos do Mundo!

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Investimentos
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema

Comentários