Empresa oferece serviços pré-pagos de assessoria jurídica para startups

Serviços vão desde elaboração de contratos até ajuizamento de ações cíveis, trabalhistas e tributárias

Avatar

Por Juliana Américo

18 de novembro de 2014 às 08:16 - Atualizado há 5 anos

SÃO PAULO – Com o objetivo de capacitar e auxiliar pequenas e médias empresas e startups na resolução de problemas de ordem legal por um baixo custo, a empresa de soluções jurídicas SBAC criou um modelo novo de atendimento baseado em planos pré-estabelecidos com preços fixos.

Ao invés de cobrar por hora, como os escritórios tradicionais de advocacia, a companhia fecha o pacote, com prazo mínimo de 12 meses, que prevê pontos, que podem ser trocados por serviços que vão de elaboração de contratos até ajuizamento de ações cíveis, trabalhistas e tributárias.

O modelo adotado foi baseado em um conceito conhecido como New Law, que vem ganhando força no mercado norte-americano de serviços alternativos ao tradicional modelo de advocacia.

De acordo com Pedro Schaffa, advogado e cofundador da SBAC, os grandes escritórios de advocacia não dão a devida atenção ao pequeno empreendedor que, por sua vez, não pode arcar com altos custos cobrados e às vezes até processos mais burocratizados. “Queremos mostrar que com um baixo investimento mensal os pequenos empresários podem evitar grandes problemas futuros e trilhar um caminho mais seguro, além de evitar contingências jurídicas por meio da prevenção”, afirma ele.

“Temos um enorme mercado a ser explorado. Hoje há cerca de nove milhões de micro e pequenas empresas no país e queremos quebrar o paradigma de que esses empreendedores só devem procurar serviços jurídicos quando encontrarem algum problema”, completa.