Quero Educação investe em edtech com ensino disruptivo do Vale do Silício

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

22 de março de 2018 às 11:46 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Quero Educação é uma das maiores startups voltadas à educação no país. Agora, a Quero Educação chegou a um estágio em que ela já está investindo em outras startups. É o caso da Lambda School, startup do Vale do Silício que recebeu aporte da EdTech brasileira.

A Lambda School oferece cursos de tecnologia no nível superior para profissionais interessados em trabalhar no ecossistema de startups ou virar engenheiros. A Lambda traz um formato disruptivo de educação ao investir no aluno, fugindo do modelo tradicional em que os alunos pagam pelo ensino. As aulas são gratuitas e podem ser assistidas online em tempo real de qualquer lugar do mundo ou diretamente na sede da faculdade, no Vale do Silício. Conheça como a tecnologia está impactando na educação em nosso e-book gratuito.

O curso é totalmente gratuito até que o aluno consiga um emprego – e apenas se com o emprego o aluno tiver a renda maior que US$ 50 mil por ano. Neste caso, o aluno pagará uma porcentagem de seu salário à escola. Se o aluno não encontrar um emprego ou não atingir esse nível de receita, ele não precisará pagar nada pelo curso realizado. Ou seja: ou a startup muda a vida dele, ou o seu serviço é gratuito.

A Quero Educação conheceu a Lambda School em um DemoDay realizado pela Y Combinator, uma das maiores aceleradoras do Vale do Silício. A Y Combinator acelerou a própria Quero Educação em 2016. Com o investimento, a intenção da Quero Educação é a de desenvolver um produto em parceria com a Lambda School para o mercado brasileiro.

Esse não é o primeiro investimento em startup que a Quero Educação realiza: a startup também fez aportes nas edtechs Kuadro, Melhor Escola e Alumia. As startups já estão presentes e faturando no país. Os investimentos realizados pela Quero Educação variam de R$ 50 mil a R$ 500 mil reais. O valor do investimento na Lambda School não foi divulgado.

[php snippet=5]