Esquece faculdade! Aprendizagem contínua será mais importante do que diploma

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

2 de abril de 2018 às 13:23 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Escolher um curso superior é difícil por um simples motivo: esperamos seguir a mesma profissão pelo resto da vida. Mas, de acordo com Ric Edelman, fundador da consultoria financeira Edelman Financial Services, a tendência agora é outra.

“A noção de ir para a universidade e sair aos 22 anos com um diploma em uma área e uma expertise que você irá aplicar pelo resto da sua vida na sua carreira já se foi”, disse Edelman em uma live no Facebook do Business Insider. “Ao contrário, (a educação) não é mais sobre um diploma universitário, é sobre aprendizado durante a vida”.

Para o fundador da Edelman, o maior responsável por essa mudança de pensamento é a tecnologia, que aumentará a nossa longevidade e saúde o suficiente para repensarmos planos de vida e aposentadoria. Além disso, com os avanços tecnológicos, o que aprendemos nas faculdades se tornará obsoleto muito mais rápido. Conheça como a tecnologia já está revolucionando a educação em nosso e-book gratuito.

É por isso que, agora, a expectativa é que não paremos de estudar – a concepção de que o aprendizado é contínuo nunca foi tão verdadeira. De acordo com Edelman, adotaremos ciclos de vida em que começaremos a estudar, entraremos em um emprego e então partiremos para o lazer. Depois, o ciclo recomeça pelo resto de nossas vidas.

“Nós os chamamos de sabáticos agora, quando saímos do trabalho por um mês… A maioria dos trabalhadores agora tirarão sabáticos que não duram por algumas semanas, eles duram por alguns anos”, disse Edelman. “Então você irá para a escola, entrará em um emprego e tirará alguns anos off, irá para a escola novamente e sairá com uma carreira totalmente nova”.

Mas como se sustentar, já que meses de férias poderão se tornar anos? Para Edelman, será cada vez mais fácil ganhar dinheiro, devido a nova economia e suas novas fontes de renda. Imagine que você tire um ano sabático: seu carro e casa, que antes ficariam vazios (e apenas trazendo mais contas) poderão se tornar uma fonte de renda através de carsharing ou Airbnb, por exemplo.

(Via The Independent)

[php snippet=5]