Empresa cearense de educação abre capital e ultrapassa valor de US$ 1,2 bi

A Arco, empresa brasileira de educação, é fundadora das plataformas de ensino SAS e International School

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

27 de setembro de 2018 às 15:56 - Atualizado há 1 ano

A Arco Educação, empresa brasileira de soluções para educação – com várias iniciativas de tecnologia -, realizou seu IPO (Oferta inicial de ações) nesta quarta-feira (27). A companhia escolheu a Nasdaq, bolsa de valores de Nova York, onde ofereceu 11 milhões de ações. Apenas no primeiro dia, a Arco captou US$ 194,4 milhões e atingiu o valuation de US$ 1,2 bilhão.

Vendidas por US$ 23,50, as ações fecharam o primeiro dia de negociação com uma alta de 34,29%. As ações vendidas foram do tipo primárias, o que permite que o capital proveniente da venda irá direto para o caixa da companhia.

Com os recursos arrecadados, a Arco passará a investir em tecnologia para evoluir as soluções já oferecidas. A companhia nasceu em 2006 trazendo iniciativas de sistemas para educação e, aos poucos, foi incorporando a tecnologia em seu negócio. Na própria comunicação enviada ao mercado, a Arco se refere como uma startup – e a primeira brasileira focada em educação a fazer um IPO nos Estados Unidos.

A holding é fundadora das plataformas de ensino SAS e International School, e utiliza a tecnologia para personalizar o ensino e engajar alunos desde o nível básico ao médio. A empresa atende hoje mais de 405 mil alunos e 1.140 escolas e encampou o discurso de startup recentemente, com vários produtos voltados para o segmento.

A Arco já possuía como acionistas a família Sá Cavalcante – que possui colégios no Ceará, estado em que a empresa foi criada – e o venture capital General Atlantic. Eles possuem a participação de 74% e 26%, respectivamente, na companhia, e permanecem com o valor integral que foi investido.

“A abertura de capital na Nasdaq é o reconhecimento de anos de trabalho duro voltado para a construção de soluções educacionais de qualidade que impactam a aprendizagem de milhares de alunos em todo o Brasil”, diz Ari de Sá Neto, fundador e CEO da empresa. “O IPO também facilita a nossa aproximação com empresas inovadoras e com investidores que nos ajudarão no sonho de construir uma das melhores companhias de educação e tecnologia do mundo”. Os bancos Goldman Sachs, Morgan Stanley, Itaú BBA, Bank of America Merrill Lynch, Allen & Company LLC, BTG Pactual e UBS Investment Bank lideram a oferta inicial pública de ações.

INVISTA EM STARTUPS ANTES QUE ELAS SE TORNEM GRANDES COMPANHIAS