Edtech ensina conceitos de matemática e física em aulas de drone para crianças

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

6 de abril de 2018 às 08:39 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Uma oportunidade que surgiu dentro da própria casa foi a motivação para Márcio Vieira, empreendedor que trabalha com tecnologia há duas décadas, criar um curso de pilotagem de drones para crianças. Vieira trabalha com drones há cinco anos, e, até janeiro de 2017, oferecia cursos apenas para adultos.

Vieira percebeu a necessidade de ensinar a tecnologia para crianças após seus filhos participarem de uma aula de robótica modesta e com pouco aproveitamento. Criou, então, em janeiro de 2017, a Drone Kids School: um curso de pilotagem de drones para crianças. Nas aulas, além de aprenderem o funcionamento dos próprios dispositivos, os drones também são o meio para crianças aprenderem noções de matemática e física aplicada.

“Eu vou ensinar aerodinâmica para uma criança de 8 anos, e ela aprende, porque eu vou explicar de uma forma lúdica. ‘Como é que um avião para no ar?’ Eu vou dar conceitos de peso, gravidade, de velocidade, aceleração. ‘Por que o avião voa aqui e não voa no espaço?’, são conceitos que eu vou trazer de uma forma lúdica, a partir de coisas do cotidiano que eles trazem de bagagem e uso o drone como um instrumento de aprendizado, ao mesmo tempo em que aprendem a pilotar”, comentou Márcio Vieira, CEO e fundador da startup.

Após criar a startup em janeiro de 2017, o empreendedor passou seis meses desenvolvendo um conteúdo de aprendizado adequado para as crianças. Todas as aulas possuem um roteiro com material de apoio, o que permite que mesmo professores que não têm inicialmente afinidade com drones possam aprender e ministrar a aula de forma satisfatória.

O formato de aulas roteirizado é importantíssimo principalmente para o modelo de negócios utilizado pela startup. A Drone Kids School possui a própria equipe de professores em Curitiba, onde foi fundada, mas distribui o curso através de licenciamento e microfranquias.

O licenciamento é apropriado para as escolas que querem ministrar o curso com professores do próprio corpo docente como uma aula parte do currículo, e as microfranquias são mais adequadas para as instituições que desejam a aula de pilotagem de drones como uma aula extracurricular.

“O drone é uma atividade não só cognitiva e educacional nas salas de aula, mas é também uma atividade esportiva, com competições e campeonato. Então você cria o curso extracurricular dentro da escola que engloba duas modalidades de disciplina, a intelectual e a física, é algo disruptivo dentro das escolas e há uma aceitação muito grande”, afirmou o CEO da startup. No final dos cursos, os alunos possuem a oportunidade de realizar corridas entre os drones, praticando o esporte. Atualmente, a corrida com drones possui até campeonato mundial, chamado de Drone Racing League.

Atualmente, os cursos da Drone Kids School estão disponíveis em vários locais do Brasil, distribuídos através de redes de escolas. O próximo passo para a startup é a internacionalização, que deverá acontecer primeiramente em Portugal.

Jogo de realidade virtual

O próximo passo para a startup é o lançamento de um jogo que une realidade virtual e drones, permitindo que alunos aprendam a tecnologia dos dispositivos em casa, a partir da gamificação. A startup realizará demonstrações do jogo na EdTech Conference, um evento que acontecerá em 18 de abril e reunirá as maiores inovações em tecnologia na educação.

Gostou do projeto? A Drone Kids School será uma das startups presentes no Startup Village da EdTech Conference, dia 18 de abril. Garanta a sua vaga no evento e fique por dentro das últimas inovações no mundo da educação, conseguindo compreender!

[php snippet=5]