Doctolib recebe US$ 170 milhões e entra para a lista de unicórnios

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

20 de março de 2019 às 12:24 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A healtech francesa Doctolib entrou hoje para a seleta lista de unicórnios — startups avaliadas em US$ 1 bilhão ou mais. A empresa recebeu um investimento de US$170 milhões em uma rodada liderada pela General Atlantic junto com os investidores Accel, Eurazeo, Kernel e Bpifrance. Com o aporte, a startup atingiu um valor de mercado de US$ 1,13 bilhões.

A Doctolib oferece uma plataforma em nuvem para agendamento de consultas na França e Alemanha. O paciente pode baixar o aplicativo, encontrar profissionais de saúde próximos, realizar consultas online ou presenciais e acompanhar o seu histórico. Já os médicos podem pagar uma mensalidade para integrar o seu calendário com o aplicativo da Doctolib. A medida em que os pacientes marcam as consultas, a startup sincroniza as informações automaticamente.

A empresa também atende centros médicos que usam o sistema para agendamentos. Hoje, 75 mil profissionais de saúde usam a plataforma, além de 1400 locais, incluindo clínicas e hospitais. A startup tem um time de 750 pessoas e escritórios em 40 cidades diferentes.

“Nossa missão tem sido a mesma desde o primeiro dia: tornar nosso sistema de saúde mais humano, eficiente e conectado, construindo uma sociedade com milhares de pessoas unidas em torno desses valores”, disse Stanislas Niox-Chateau, um dos fundadores da Doctolib, em um comunicado.

Com o aporte, a startup planeja dobrar seu investimento em tecnologia e sua equipe na França e Alemanha nos próximos 3 anos. Além disso, deseja acelerar a implantação do seu serviço de teleconsultas em toda a rede de profissionais. Para desenvolver novos serviços, a startup tem dois centros de inovação em Paris e Berlim, com uma equipe de 150 engenheiros e desenvolvedores.