Dividir para crescer: como a Orgânico adotou o modelo de partnership para atrair talentos

StartSe

Por StartSe

4 de novembro de 2020 às 15:53 - Atualizado há 1 mês

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Qual caminho você optaria para crescer sua empresa: dividir ou se unir? A Orgânico Gourmet, foodtech de comida orgânica ultracongelada, fez os dois. A companhia recentemente realizou uma fusão com uma concorrente, a Keep Light, ao mesmo tempo em que opera no modelo de “partnership”.

Criada em 2019, a Orgânico se encontrava com o produto validado no mercado quando decidiu escalar sua operação. “A aproximação com a Keep Light aconteceu através do investidor Felipe Goron, que conhecia as duas empresas e viu o potencial de aproximação entre elas”, conta Luciano Touguinha de Castro, cofundador e CEO da Orgânico Gourmet, em entrevista à StartSe.

Hoje, as companhias oferecem os alimentos ultracongelados com foco em saúde. “Não vendemos emagrecimento, vendemos uma alimentação saudável e saborosa. Os alimentos são 100% orgânicos e este é um movimento que traz mais respeito ao pequeno produtor, sociedade e para o planeta”, descreveu Castro.

A adoção da partnership

Embora tenha sido fundada por Luciano Touguinha de Castro (chefe de receita da companhia) e André Galante (chef de cozinha da startup), atualmente a Orgânico Gourmet possui seis sócios que atuam ativamente. “Por ser uma empresa nova e ainda com caixa negativo, optamos por esse modelo para trazer pessoas sêniores que aceitassem equity como composição de remuneração”, contou Castro.

Conheça o modelo de partnership e como adotá-lo na sua empresa

O “equity” são ações da companhia. À medida que o valor de mercado da empresa cresce, o valor das ações aumenta. A iniciativa permite que os sócios trabalhem em conjunto com este fim. Luciano descreve sua experiência até agora: “É um nível de energia e apego com a empresa que eu nunca vi no setor corporativo. Conseguimos fazer isso de forma divertida, com pessoas que confiamos”.

Rosi Rodrigues é uma das sócias que entrou na companhia por este modelo e hoje é responsável pelo setor de vendas para mercados que vendem diretamente ao consumidor (B2B2C). Já Luiz Eduardo Mazarotto, outro sócio, é responsável pela venda direta para empresas (B2B).

Outro sócio recente que entrou para a operação da Orgânico Gourmet é David Guzmán, que foi Diretor Técnico de Operações na JV Nestlé & Fonterra, indústria de alimentos láctos refrigerados. A última adesão ao time foi Betina Sehbe, fundadora da Keep Light, devido à fusão.

Hoje a partnership é a base do nosso negócio. Já trabalhei no mundo corporativo formal e é muito chato. Não há incentivo para dobrar a receita, por exemplo, devido a uma estrutura hierárquica que não é recompensada pelo esforço”, conta Castro.

Tornando-se sócio

O modelo de partnership não é utilizado apenas na atração de talentos experientes à companhia, mas também como gratificação aos que já estão trabalhando na Orgânico. “Dividir para crescer é o que estamos construindo. Temos várias pessoas que trabalham indiretamente conosco que começamos a discutir formas de reconhecer e recompensar com equity”, o fundador da empresa. Ele foi um dos alunos do curso “Sociedade e Cultura” da StartSe, no qual pode aprender o modelo de partnership para aplicá-lo na própria empresa.

Atualmente, a Orgânico Gourmet deixou de ser uma cozinha de ultracongelados e se tornou uma indústria. A chegada dos novos sócios e a fusão com a Keep Light fortaleceu a companhia, que hoje tem a missão de transportar comida congelada 100% orgânica para o mundo inteiro. A empresa chega para rivalizar com uma gigante brasileira do setor, a LivUp.

Uma das metas a serem batidas pela Orgânico Gourmet, neste momento, é de crescer 10 vezes nos próximos dois anos. E a companhia espera continuar usando o método de partnership para atrair talentos e fortalecer cada vez mais a companhia, dividindo para que possa dar saltos ainda mais altos.