“É difícil esconder algo quando você contrata mais de 1.000 pessoas”

Da Redação

Por Da Redação

12 de janeiro de 2016 às 11:46 - Atualizado há 5 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Fundador da Tesla, Elon Musk acredita que a Apple tem um “segredo aberto” – a construção do seu próprio carro. O Apple Car é um dos segredos mais mal guardados da história: “É muito difícil esconder algo quando você contrata mais de 1.000 pessoas”, afirma o sul-africano para a BBC

Musk, aliás, tem uma opinião sobre o Apple Car: “é difícil fazer, mas eu acho que companhias como a Apple vão provavelmente fazer um carro elétrico atraente. É a coisa óbvia de se fazer”. Ele acredita que a fabricante do iPhone será uma grande montadora de automóveis um dia. 

O carro da Apple vem sendo falado há meses e internamente é chamado de “Project Titan”. A Apple, dizem, trabalha em um carro elétrico, possivelmente com direção autônoma. No mês passado, a empresa adquiriu uma série de endereços de internet relacionados, como apple.car e apple.auto. 

Musk já havia mencionado a Apple antes. “Se você não dá certo na Tesla, vai acabar trabalhando na Apple. Nós chamamos a empresa de ‘cemitério da Tesla'”, brincou.

Ele fica feliz de ver a Apple atrás do que ele próprio já vem construindo com a sua empresa. “Isso vai expandir a indústria. A Tesla quer fazer os carros elétricos mais atraentes, esse é nosso objetivo, enquanto ajudamos outras companhias a fazer carros elétricos também”, diz. A Tesla já permitiu o uso de suas patentes. 

Ele também mencionou o mercado de foguetes, onde sua SpaceX enfrenta a competição não da Apple, mas da Blue Origin, fundada e financiada por Jeff Bezos, da Amazon. Ele destacou que não sente a pressão da competição por seu rival. “Jeff quem?”, terminou.