Creditas e Grow devem receber aportes do SoftBank

João Ortega

Por João Ortega

4 de abril de 2019 às 17:40 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

SoftBank, grupo japonês de investimentos, criou um fundo de US$ 2 bilhões para investir em negócios da América Latina. Entre as primeiras empresas a receber aporte do grupo estarão Creditas e Grow. A fintech já assinou um contrato, que será divulgado nas próximas semanas, pelo qual recebe US$ 200 milhões em investimentos. Já a startup de mobilidade urbana deve arrematar US$ 150 milhões.

As informações são do Estadão. Entretanto, representantes de ambas startups não confirmaram os negócios. Sergio Furio, presidente executivo da Creditas, disse que “conversa com muitos investidores, mas não comenta conversas sobre potenciais parceiros”. Na mesma linha, a Grow divulgou uma nota afirmando que “o quadro de investidores permanece inalterado”.

A StartSe, porém, confirmou que há negociações em curso entre Grow e SoftBank. Além disso, o fundo brasileiro Monashees, que tem membros no conselho da Grow, também deve investir na empresa de mobilidade – embora trate seus investimentos confidencialmente.

A publicação do Estadão ainda afirma que, após os investimentos, a Creditas chegará a uma avaliação de US$ 500 milhões. Enquanto isso, a Grow, fusão entre a Yellow e a Grin, será avaliada em US$ 700 milhões depois do aporte da Softbank. As duas startups se tornariam, assim, ainda mais candidatas a entrarem na lista dos unicórnios brasileiros (empresas avaliadas em pelo menos US$ 1 bilhão).