Autodesk compra PlanGrid, startup focada em construção, por US$ 875 milhões

A startup de São Francisco é conhecida por ter ajudado a levar plantas de construção do papel para o iPad

0
shares

A Autodesk, empresa de software de design e conteúdo digital, anunciou que planeja adquirir a PlanGrid por US$ 875 milhões ainda hoje, afirma o Techcrunch. A startup de São Francisco é conhecida por ter ajudado a levar plantas de construção do papel para o iPad quando lançou em 2011.

Essa iniciativa se encaixa na visão da Autodesk de digitalizar design em geral, e o CEO Andrew Anagnost certamente reconheceu o potencial de transformação da empresa que estava comprando. “Há uma enorme oportunidade para simplificar todos os aspectos da construção por meio de digitalização e automação. A aquisição da PlanGrid acelerará nossos esforços para melhorar os fluxos de trabalho de construção para todos os interessados ​​no processo”, disse ele em um comunicado.

A empresa, formada em 2012 pela Y Combinator, arrecadou apenas US$ 69 milhões até agora, então essa parece ser uma saída saudável para eles. A PlanGrid transformou o que era uma tarefa intensiva de papel para o digital, levando um mundo de anotações escritas a mão e notas para o iPad.

Em uma entrevista com a CEO e co-fundadora Tracy Young em 2015, para o TechCrunch, ela disse que o setor estava maduro para a mudança: “O coração da construção é apenas um monte de informações sobre projetos de construção. Tudo é registrado no papel e está constantemente mudando.”

Essas mudanças manuais muitas vezes resultaram em erros, disse ela, e isso era caro para os contratados. Como engenheira que trabalhava para uma empresa de construção, que já foi responsável por fazer as cópias em papel, ela reconheceu que o processo poderia ser melhorado com a mudança para o mundo digital.

A ideia dela, que foi radical em 2011, quando ela começou a empresa, foi transferir todo aquele papel para a nuvem e exibi-lo em um iPad. É importante lembrar que a empresa não estava correndo para a nuvem em 2011, e a maioria das pessoas considerava o iPad na época um dispositivo de consumo, então ela e seus co-fundadores estavam apostando em um verdadeiro tipo de transformação da indústria.

Young vê a adesão à Autodesk como uma maneira de continuar a desenvolver essa visão inicial. “O PlanGrid se destacou na criação de um software de colaboração de campo simples e bonito, enquanto a Autodesk se concentrou em conectar o projeto à construção. Juntos, podemos gerar maior produtividade e previsibilidade no canteiro de obras”, disse ela em um comunicado.

A PlanGrid conta atualmente com 400 funcionários, 12.000 clientes e 120.000 usuários pagos, e já foi utilizado em mais de um milhão de projetos de construção em todo o mundo, de acordo com dados fornecidos pelas empresas. Eles acreditam que sob o guarda-chuva da Autodesk e combinados com seu conjunto de produtos existente, eles podem fornecer uma solução de construção completa e expandir o negócio mais rápido do que a PlanGrid poderia ter feito sozinha - basicamente o argumento padrão em uma aquisição como essa.

Até agora, a startup foi eficiente com o dinheiro que levantou. A última rodada foi de US$ 40 milhões, exatamente três anos atrás. O acordo deverá ser encerrado no final de janeiro, enquanto se aguarda o processo normal de aprovação regulamentar.

Junte-se a mais de 400.000 Empresários e Profissionais Para Conhecer os Negócios Mais Disruptivos do Mundo!

switch-check
switch-x
Nova Economia
switch-check
switch-x
Empreendedores
switch-check
switch-x
Investimentos
switch-check
switch-x
Startups
switch-check
switch-x
Ecossistema

Comentários