Como o Tinder se tornou o aplicativo que mais ganha dinheiro no mundo

Da Redação

Por Da Redação

1 de setembro de 2017 às 14:33 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Um dia depois de lançar o serviço de assinatura Tinder Gold, o aplicativo de encontros é o mais rentável do mundo, de acordo com a App Store. Esse novo método de monetização permite que usuários tenham vários benefícios na hora de usar o aplicativo por um preço muito baixo: aproximadamente R$ 15, já que o valor é de US$ 4,99.

Entre esses benefícios, estão a possibilidade de ver quem já te curtiu – antes de curtir essas pessoas – e a possibilidade de ser sempre uma das primeiras pessoas a aparecer para outras. Não é a primeira vez que a empresa tenta monetizar seu negócio, as primeiras tentativas começaram em 2015, quando a empresa lançou o “Tinder Plus”. Além disso, a empresa também já colocou algumas propagandas no feed.

A companhia fez vários testes com Tinder Gold por meses e determinou que as pessoas que assinam o serviço de assinatura realizam 60% mais matches do que as que não usam o serviço. Ou seja, para o “heavy user” do Tinder, vale a pena usar e ter mais encontros.

É interessante notar que a empresa fez o caminho clássico de uma startup: primeiro, abriu o serviço gratuito, com poucas funcionalidades (um MVP). Só depois de conseguir uma massa muito grande de usuários e se tornar um sinônimo com o assunto, o Tinder resolveu procurar formas de monetização em 2015.

E desde então, a companhia vem testando novas formas com grupos pequenos e adotando o que dá certo com a maioria. Até acertar com o Tinder Gold, que levou a empresa para o posto de aplicativo mais rentável do mundo. É o caminho de uma startup clássico, que você entende melhor no nosso manual para criar uma startup.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]