Como o fundador de uma startup de US$ 50 milhões não recebeu nada com a sua venda?

Avatar

Por Júlia Miozzo

14 de abril de 2015 às 13:38 - Atualizado há 6 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

SÃO PAULO – Fundada em 2007 por Lane Becker, a startup de serviço ao consumidor online, Get Satisfaction, foi comprada na semana passada pela Sprinklr, empresa de gerenciamento de mídias sociais.

Em 2011, a empresa levantou US$ 10 milhões, quando já era avaliada em US$ 50 milhões, e totalizou aproximadamente US$ 21 milhões em investimentos. Embora o valor pelo qual foi comprada não tenha sido revelado, não foi algo que Becker celebrou: a empresa foi vendida à Sprinklr em uma “fire sale” – o que, no mundo das startups, significa que uma empresa precisa imediatamente encontrar um comprador ou ser fechada. Logo após a venda da empresa estar concluída, o fundador demonstrou sua decepção e desapontamento em sua conta no Twitter.

Cadastre sua startup no StartSe e fale com investidores, mentores e aceleradoras. Acesse www.startse.com.br. É gratuito.

Em entrevista ao Business Insider, Becker afirma que nem ele, nem os primeiros investidores da Get Satisfaction receberam algum valor pela transação, enquanto os atuais CEO, CFO e últimos investidores se saíram bem. Além disso, ele diz que não fora nem avisado que a aquisição da empresa estava para acontecer e que ficara sabendo através de um ex-funcionário. Só então que Becker contratou um advogado para entender quais seriam os rumos das empresas.

Em entrevista, Becker afirma que ele e sua empresa cometeram dois erros que levaram a essa situação: eles perderam controle do negócio para os investidores e erraram ao levantar uma grande rodada de financiamento antes de saber a posição de seu negócio no mercado. O fundador explica que ele e seus cofundadores começaram a perder controle da empresa quando levantaram US$ 6 milhões em uma rodada Série A, mas foi a rodada de US$ 10 milhões que os prejudicou.

“Nós aceitamos um investimento de US$ 10 milhões muito prematuramente”, disse. “Na época, estávamos felizes com algumas ofertas de aquisições. Em retrospectiva, elas seriam aquisições inteligentes a serem aceitas”. Sobre os comentários feitos no Twitter, ele diz que foi uma tentativa de ser honesto com a comunidade de startups. “Eu entendo que o capital de risco é um jogo e que nós perdemos, embora eu admita que pensava que era um jogo de xadrez, quando é mais parecido com ‘Game of Thrones’”, disse.

Ele não culpa todos os investidores pelo resultado que teve a empresa, entretanto. Os primeiros investidores, incluindo O’Reilly AlphaTech, Kapor, e First Round Capital eram, em suas palavras, “fantásticos”.