Cliente processa (e ganha) Apple por apagar fotos de seu iPhone

Avatar

Por Júlia Miozzo

2 de dezembro de 2015 às 14:50 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

SÃO PAULO – Após ter todas as fotos de sua lua de mel apagadas de seu iPhone sem que desejasse, o aposentado londrino Deric White processou a gigante e, surpreendentemente, venceu o caso, recebendo £ 2 mil (cerca de R$ 11 mil) pelo ocorrido.

Em dezembro do ano passado, Deric levou o dispositivo até uma das maiores Apple Store de Regent Street, em Londres, por ter recebido uma mensagem que dizia que o smartphone estava com problemas. Ele deixou o aparelho por vinte minutos com os funcionários da loja e, quando voltou, o conteúdo do celular havia sido apagado – mas que só percebeu quando chegou em sua casa.

Mesmo ouvindo que ele não conseguiria vencer o processo, pelo simples fato de ser a Apple, ele foi atrás do caso por quase um ano. “Eu fiz isso pelo homem comum. Eu diria para qualquer um que tem um problema com a Apple – não deixe que eles mandem em vocês e te ignorem”, disse ao site Evening Standard.

A Corte do município decretou o processo a favor de White na última segunda-feira, com um total de £ 2 mil – sendo que £ 1.200 são por compensação e £ 800 de custos. A princípio, ele estava buscando um pagamento de £ 5 mil para poder custear outra lua de mel.