CEO da Uber, em meio a polêmicas, irá tirar uma licença do trabalho

Avatar

Por Lucas Bicudo

14 de junho de 2017 às 15:54 - Atualizado há 3 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Em meio a um momento difícil para a Uber, os pais do CEO Travis Kalanick estiveram em um trágico acidente de barco que levou a vida de sua mãe. Agora, para afligir e limpar a cabeça antes de decretar as mudanças na cultura da companhia, Travis disse a sua equipe que ele tomará uma licença de duração não especificada.

Kalanick observa que “durante este período, o time de liderança, meus diretores, estará dirigindo a empresa. Estarei disponível conforme necessário para as decisões mais estratégicas, mas eu vou capacitá-los para serem ousados e decisivos o suficiente para mover a empresa com rapidez. É difícil colocar uma linha de tempo sobre isso – pode ser mais curto ou mais longo do que esperamos”.

Não deixe de conferir: caso você esteja pensando em começar sua empreitada, o StartSe montou o e-book gratuito “Passo a Passo para Criar uma Startup”, com tudo que você precisa saber para dar o pontapé inicial.

Quando o CEO retornar, ele terá um papel reduzido, de acordo com a lista das recomendações do ex-procurador-geral dos EUA, Eric Holder, em seu relatório sobre a investigação sobre os problemas de ética e liderança da Uber, incluindo assédio sexual e discriminação. “Algumas das responsabilidades que o Sr. Kalanick possuía devem ser compartilhadas ou dadas diretamente a outros membros da alta administração”.

O conselho de administração da Uber votou em adotar todas as recomendações do relatório, que estão sendo compartilhadas com os funcionários e o público hoje.

Outras medidas que afetarão Kalanick: usar a revisão do desempenho para responsabilizar os líderes com métricas vinculadas à diversidade, capacidade de resposta às queixas dos funcionários, satisfação dos funcionários e conformidade que afetam a remuneração da administração; adicionar assentos independentes do conselho, um presidente independente do conselho, um comitê de supervisão e um comitê de auditoria aprimorado para supervisionar o gerenciamento de Kalanick e a Uber; requer treinamento obrigatório de liderança inclusiva para Kalanick e outros altos funcionários.

A companhia deve agora começar o longo caminho de consertar sua cultura sem o seu CEO.

(via TechCrunch)

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]