Antes mesmo do lançamento, primeiro banco por aplicativo já vale US$ 225 milhões

Avatar

Por Júlia Miozzo

25 de novembro de 2015 às 13:44 - Atualizado há 5 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 22 a 25/Fev - 2021, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

SÃO PAULO – Já imaginou ter uma conta corrente em um banco 100% digital? Essa é a ideia do Atom, banco britânico que é unicamente mobile. E mesmo ser ter lançado o aplicativo, a startup já vale US$ 225 milhões.

Segundo o Business Insider, na última terça-feira (24) o banco vendeu 29% de suas ações para o grupo banqueiro BBVA por US$ 68 milhões, o que fez com que a valuation da startup crescesse tanto. Até o momento, o banco já arrecadou mais de US$ 200 milhões em investimentos, sendo o BBVA seu maior acionista.

O Atom foi o primeiro banco do mundo a conseguir uma licença bancária no Reino Unido, embora outros também já tenham se candidatado para conseguir a licença. E o nicho crescente é chamado “neobanks”, de bancos que operam apenas através de sites ou aplicativos.

“Nós ajustamos com o design um aplicativo bancário que está em sintonia com como as pessoas pensam sobre seu dinheiro. Ter uma abordagem baseada no aplicativo permite que usemos todos os recursos de seu celular para oferecer uma experiência personalizada e única”, disse o CEO da Atom, Mark Mullen.