Anúncios da Amazon com símbolo nazista são proibidos do metrô de NY

Avatar

Por Júlia Miozzo

25 de novembro de 2015 às 15:22 - Atualizado há 6 anos

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

SÃO PAULO – Após gerar controvérsias entre passageiros do metrô de Nova York, os anúncios da nova série da Amazon, O Homem do Castelo Alto (The man in the High Castle), que apresentavam símbolos nazistas na bandeira americana foram retirados do trem após intervenção do governador do estado, Andrew Cuomo.

Além do governador, Adam Lisberg – que anteriormente afirmou que as imagens não passavam de um anúncio da série –, porta-voz da Metropolitan Transportation Autorithy (MTA), agência de transportes metropolitanos norte-americana, afirmou que os trens foram retirados de serviço para remoção dos anúncios. Ele ainda contou que na última terça-feira (24) o governador ligou ao MTA pedindo que os anúncios fossem retirados.

A Amazon, por sua vez, afirmou através de um representante que a empresa não havia pedido a remoção dos anúncios, noticia a Reuters.

Os anúncios traziam a bandeira norte-americana com um símbolo nazista dentro, além da bandeira japonesa imperial – a que era utilizada na Segunda Guerra Mundial. Isso não foge do contexto da série da Amazon: ela é um retrato de um mundo utópico em que a Alemanha sai como vencedora da Segunda Guerra e acaba controlando parte dos EUA, enquanto os japoneses ficam com outra parte – semelhante ao que EUA e União Soviética fizeram com Coreia, Vietnã e Alemanha no pós-guerra.