Amazon copia Uber e abre serviço similar com o mesmo discurso

Da Redação

Por Da Redação

29 de setembro de 2015 às 12:53 - Atualizado há 5 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

SÃO PAULO – O Uber é um dos serviços mais populares que serviram nos últimos anos. O aplicativo promete melhorar a vida tanto para quem usa quanto de quem provê o serviço – que passa a usar o seu celular e carro para prestar um serviço de motorista particular, o que vem dando bons resultados e dinheiro.

Agora, a Amazon acaba de começar um serviço muito similar para o prestador – o Flex. Trata-se de um serviço tão similar que até mesmo a landing page montada pela empresa de Jeff Bezos é muito parecida com a da startup de US$ 50 bilhões. Praticamente uma cópia.

O discurso é igual: ganhe bem, trabalhe quanto e quando quiser, aceitando apenas as entregas que mais lhe interessarem através de seu aplicativo. A diferença está no que está sendo pego e entregue: passageiros no caso do Uber, produtos a serem entregues para clientes do Amazon Prime Now no caso da Amazon. 

Por enquanto, o Amazon Flex só funciona na cidade de Seattle, a sede da Amazon, mas a empresa deverá começar a procurar motoristas em Nova York, Baltimore, Miami, Dallas, Austin, Chicago, Indianapolis, Atlanta e Portland. O entregador precisa ter no mínimo 21 anos de idade, um carro, uma carteira de motorista e um telefone com Android. 

A Amazon promete que o motorista possa trabalhar o quanto quiser, mas ele terá que escolher blocos de disponibilidade, de 2, 4 ou 8 horas – ou declarar-se disponível para receber chamadas por até 12 horas no futuro. No momento só é possível realizar entregas de carro: bicicleta, motos e a pé ainda não são aceitos.