Agrotech Sensix monitora produção agrícola através de câmeras e drones

Avatar

Por Isabella Câmara

27 de abril de 2018 às 14:17 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Sensix, uma agrotech que oferece solução de monitoramento e imageamento da produção agrícola, utiliza sensores embarcados em drones capazes de coletar imagens da lavoura. A startup submete os dados coletados para processamento na plataforma FieldScan – um sistema que traz agilidade e facilidade na geração de indicadores agronômicos e permite uma rastreabilidade completa sobre o estado da safra. Com a metodologia da Sensix, também é possível identificar a variabilidade de vigor, densidade foliar e até anomalias de estado nutricional da plantação.

Na sua última safra, a agrotech alcançou a marca de 50 mil hectares cobertos – um número cinco vezes maior do que os 8 mil hectares do período anterior. A metodologia, que contribui para a melhor condução do manejo e tomada de decisão dos produtores, está implantada em lavouras de grãos, cana-de-açúcar, algodão e hortifrúti em cinco estados. No futuro, de acordo com a empresa, a Sensix terá potencial de atuar em todo o País e processar, ainda este ano, aproximadamente 300 mil hectares dentro dessas culturas.

De acordo com Carlos Ribeiro, Diretor Executivo da Sensix, esse crescimento foi possível, em grande parte, devido à participação no programa de aceleração da Algar Ventures, em parceria com a Endeavor. “Construímos uma rede de contatos, fortalecemos nossa marca e, a partir das conexões, fechamos pelo menos três parcerias com grandes empresas, que nos geraram novos negócios”, diz o diretor.

Além do ganho de receita, o número de colaboradores da agrotech mais que dobrou. Thomaz Lemos, Diretor de Operações, explica que foram as mentorias com a rede da Endeavor que ajudaram na estruturação da empresa. “Tivemos contato com diversas lideranças e executivos que ajudaram a repensar processos e levar a gestão da empresa para um novo patamar”, conta.

Ganhos nas lavouras

Durante essa última safra, diversos ganhos foram contabilizados devido a metodologia da Sensix. Em Goiás, foi possível definir zonas de classificação nas lavouras para avaliação, em laboratório, da absorção dos nutrientes. Com a descoberta feita a partir desses dados, a aplicação de insumos foi otimizada.

Já no sul de Minas, a solução permitiu avaliar a dimensão da infestação do mofo-branco em uma lavoura, o que tornou mais assertiva a tomada de decisão sobre a aplicação de fungicida. Outro exemplo de ganho de produtividade aconteceu na Bahia – o imageamento da Sensix facilitou o diagnóstico de nematoides e o direcionamento do manejo.

A solução da Sensix, que já está implantada em toda a produção da Algar Farming, contribuiu para a melhor condução do manejo na produtora de commodities agrícolas do grupo Algar. “Utilizamos a ferramenta para fazer imagens da lavoura em pelo menos dois momentos diferentes da safra. Isso nos propicia identificar de forma mais precisa e ágil os problemas usuais no manejo. Antes, a identificação era mais empírica e a morosidade era maior”, conta Marlos Alves, diretor da Algar Farming.

Conheça mais sobre as tecnologias que estão reescrevendo a história do agronegócio no nosso e-book gratuito.

[php snippet=5]