Consultor virtual ajuda agricultores a entenderem o fluxo financeiro de sua produção

Avatar

Por Isabella Câmara

4 de junho de 2018 às 15:00 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Os produtores rurais já avançaram bastante na parte operacional de seus negócios, mas muitos ainda encontram dificuldades na hora de entender o fluxo financeiro de sua produção. “Apesar dos produtores consumirem grandes volumes de informação sobre sua atividades, eles ainda se sentem inseguros para tomar decisões de mercado. Isso porque o setor é muito volátil e inúmeras variáveis podem interferir nos resultados dos empreendimentos”, conta Guilherme Fonseca.

Fonseca conta que, foi a partir desse cenário, que surgiu a oportunidade de criar o Agrobot, um consultor virtual que aprende sobre uma determinada produção e entrega informações e análises personalizadas. “O projeto é uma das iniciativas do portfólio do Labbs, o Laboratório Avançado do Banco do Brasil, que é parte da estratégia de intraempreendedorismo do banco”, diz. Guilherme Fonseca, líder de produto da iniciativa, explica que o robô combinada a inteligência do banco com fontes externas – principalmente de mercado e clima.

“Nós começamos num processo de garagem, para entender o nosso público e definir qual dor atacaríamos”, conta o líder. Após essa etapa, projeto foi enviado para a incubação no braço do Labbs no Vale do Silício onde, segundo Guilherme, o time desenvolveu e testou a primeira versão da solução. “Depois passamos para a fase de aceleração no Labbs em Brasília e, desde março, estamos com o aplicativo disponível em versão beta na Google Play Store”.

Atualmente, o Agrobot auxilia, por meio de sua versão beta, produtores de soja, milho e café. A ferramenta ajuda tanto no planejamento financeiro quanto na cotação de mercado do produto produzido e análise de linhas de crédito para custei da produção. Além disso, o aplicativo ajuda a medir a produtividade média das lavouras da região e a opção de culturas alternativas, monitora fenômenos climáticos e doenças, agrega notícias e oferece dados e previsões sobre o clima.

No futuro, o projeto busca disponibilizar o aplicativo na plataforma iOS e aumentar, ainda nas próximas semanas, a quantidade de culturas disponíveis – inserindo arroz, trigo e algodão em sua cartela de atendimento. Além disso, Guilherme conta que, devido o interesse dos produtos em entender os movimentos do mercado e proteger sua renda, o projeto busca desenvolver funcionalidade que acompanhem tendência de preços, mercado futuro e seguros agrícolas. “No futuro, entendemos que o Agrobot pode ser uma plataforma que integre informações e serviços de diversos players do agronegócio”, diz.

O Agrobot é uma das iniciativas de agrotech que estarão na Startup Village da AgroTech Conference. O evento acontece nesta terça-feira, dia 05 de junho – garanta sua participação no evento e participe da revolução tecnológica no agronegócio.

Baixe já o aplicativo da StartSe no iOS ou no Android