Startup transforma água em gás combustível para secagem de grãos

Gás é gerado a partir da água e secagem a baixa temperatura; iniciativa da EasyGas permite menor desperdício de alimentos

0
shares

A EasyGas é uma startup de agrotech que nasceu com o propósito de reduzir o desperdício e contaminação de produtos agrícolas. A startup busca realizar esse objetivo de uma forma muito interessante: com a geração de gás combustível a partir da água.

A agrotech possui algumas soluções para diminuir a quantidade de alimentos desperdiçados, atuando diretamente na secagem de grãos. A startup atua nessa frente porque um dos métodos mais utilizados na secagem de grãos é a queima de lenha em fornalhas, o que pode causar danos ao alimento e contaminação por HPA (hidrocarboneto policíclico aromático), substância que pode se tornar cancerígena.

Para resolver esse problema, a startup aposta em três iniciativas: secagem de grãos por GH2, Silo Prosper e telemetria. No GH2, a startup traz uma solução diferente do processo de secagem após a colheita, realizando o controle higroscópico de temperatura para extrair a umidade de grãos.

Este equipamento permite a produção de gás combustível (2HO, mistura de gás hidrogênio e oxigênio extraídos da água) a partir da água. A geração de gás combustível é benéfica porque possibilita a queima limpa dos grãos sem geração de odores e HPAs. Além de trazer mais qualidade aos grãos, esse processo é ainda mais barato que o tradicional e permite ao produtor maior valor de mercado.

A EasyGas ainda traz novas ferramentas à técnica já conhecida de armazenamento em silos. A startup utiliza um silo armazenador/secador com um sistema modular em anéis e portátil que dispensa a fundação ou obra civil para instalação. O sistema modular permite que novos anéis sejam adicionados, aumentando o tamanho do silo. Já em sua última solução, a EasyGas utiliza a telemetria para controlar o sistema de ventilação e aquecimento do ar, otimizando o processo.

Trajetória

A EasyGas foi criada pelos empreendedores Alex Kämmerer e André Göttems. Em fevereiro de 2013, eles iniciaram uma trajetória de pesquisa e desenvolvimento pela empresa Hidrocombus, na qual partiram para uma incubação na UFRGS.

Os empreendedores iniciaram sua jornada ao atuar na configuração de produtos para aplicação do gás 2HO no agronegócio, e a solução do sistema de silos secadores foi finalista do programa InovAtiva Brasil em 2015.

“Buscamos alternativas convergentes para mitigar as dificuldades do pequeno agricultor, focando na viabilidade econômica do armazenamento e secagem do grão em pequenas propriedades, oferecendo-lhes alternativas para agregar valor ao seu produto e aguardar melhores condições de comercialização da sua safra, tornando-o independente das condições climáticas e comerciais desfavoráveis, que hoje lhe são impostas pelos armazenadores”, afirma Alex Kämmerer, co-fundador da startup.

Em 2017, a startup realizou estudos de parceria e recebeu um aporte societário de cerca de R$ 1,8 milhão. No futuro, a EasyGas pretende trabalhar no atendimento ao público da região sul do país e expandir seu atendimento ao Uruguai e Argentina.

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários