Agência americana que criou internet paga uma fortuna para quem “arrumá-la”

Da Redação

Por Da Redação

9 de julho de 2015 às 15:12 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

SÃO PAULO – A internet tem um problema crônico de segurança, acredita a Darpa (Defense Advanced Research Projects Agency) – a mesma agência que criou o seu embrião, na década de 1960. Agora, de acordo com o The Washington Post, a agência está pagando uma fortuna para quem conseguir resolver esse problema. 

São US$ 2 milhões a serem pagos para quem conseguir automatizar a segurança da internet: hoje em dia, os problemas encontrados acionam uma espécie de alarme que chama um “bombeiro” humano. A Darpa quer automatizar isso, transformar o bombeiro em um robô, capaz de encontrar o incêndio e apagá-lo sozinho. 

Dos mais de 100 times que disputavam o prêmio, sobraram sete – que variam de uma startup composta por dois pesquisadores acadêmicos, passando por hackers até para uma das maiores empresas de segurança eletrônica do mundo, a Raytheon – que já investiu US$ 3,5 bilhões em projetos de segurança. A competição, parece, é completamente democrática.