9 coisas que separam uma startup de US$ 1 bilhão de outras com menos sucesso

Avatar

Por Lucas Bicudo

4 de julho de 2017 às 17:19 - Atualizado há 3 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Existem milhares de startups, mas apenas algumas estão no panteão das unicórnios. Qual seria a diferença então de uma startup de sucesso e uma avaliada em mais de um bilhão de dólares?

A co-fundadora da Y Combinator, Jessica Livingston, aparentemente tem uma resposta: “uma ideia pouco promissora que se torna uma ideia assustadora e fundadores que enxergam essa oportunidade a capitalizam”.

Livingston fundou uma das aceleradoras de maior sucesso do Vale do Silício – a cada seis meses, são adicionados em torno de 200 projetos para seu portfólio. Ela viu milhares de companhias sucederem, mas foram poucas as que viu disruptar todo um mercado. Exemplo é a Airbnb, que lá dentro aprendeu uma regra de ouro que permitiu que ela crescesse.

Confira também: caso você esteja pensando em começar sua empreitada, o StartSe montou o e-book gratuito “Passo a Passo para Criar uma Startup”, com tudo que você precisa saber para dar o pontapé inicial.

No palco da Y Combinator’s Female Founders Conference, Livingston ofereceu nove conselhos, baseados em sua experiência, para quem está atrás do próximo negócio de um bilhão de dólares.

1 – Tenha sorte.

Além de uma boa ideia, o timing deve ser certeiro – e muito disso é sorte, segundo Livingston. “Os fundadores mais bem-sucedidos têm a ideia certa no momento certo”.

2 – Tenha os motivos certos.

“Fundadores de uma startup bem sucedida nunca estão fazendo isso para enriquecer ou para parecer legal. Eles estão sempre interessados ​​no propósito que irão gerar”, disse ela. “Eles pensam a longo prazo e dificilmente irão vender seus negócios, porque querem ver aquilo florescer”.

3 – Entenda a necessidade das pessoas. 

“Nosso conselho: é melhor fazer algo que você queira e então esperar que haja muitas outras pessoas como você”, disse Livingston. A ideia por detrás da empresa pode não parecer algo grande à princípio – a Airbnb começou como um serviço de aluguel de colchões – mas deve ser uma base para um negócio de bilhões de dólares. “Você precisa encontrar algo que muita gente irá pagar, por cobrir suas necessidades”.

4 – Faça algo básico.

O negócio de uma startup deve ser capaz de ser descrito em cinco palavras ou menos – o Facebook é uma rede para amigos ou a Uber é um aplicativo de caronas on-demand. Enquanto as ideias frequentemente começam com propósitos diferentes e menos gerais – o Facebook queria se conectar com estudantes de Harvard – elas precisam evoluir para coisas que solucionam as necessidades básicas.

5 – Esteja disposto a trabalhar com uma ideia duvidosa.

Quando Livingston viu pela primeira vez o pitch da Airbnb, ela achou uma má idéia. Os fundadores, porém, precisam ser “mavericks” dispostos a ignorar os duvidosos e a trabalhar com suas ideias. “Você precisa ser independente. Você não pode se importar com o que as outras pessoas pensam”.

6 – Não tenha medo de uma grande ideia.

“O medo de grandes ideias impede que as pessoas comecem um site para universitários e o transformem em algo completamente novo, sem precedentes”, diz, se referindo ao Facebook. É preciso muito trabalho para tornar uma empresa em um negócio de bilhões de dólares e, segundo Livingston, “poucas pessoas estão mais animadas do que com medo de fazer isso”.

7 – Seja resiliente e obstinado.

“Ninguém tem autoridade sobre você em uma startup. A maioria das pessoas acha que o vácuo da autoridade é desconfortável, mas algumas pessoas se expandem diante disso”, disse ela. Nunca perca a obstinação.

8 – Considere como o trabalho de sua vida.

Em todas as grandes startups, pelo menos um dos fundadores as enxergam como o trabalho de sua vida, disse Livingston. Esses fundadores estão focados em construir um projeto de longo prazo – e nunca os venderão voluntariamente ou serão tentados por uma saída fácil.

9 – Evolua; seja um gestor.

Projetar coisas legais e gerenciar as pessoas são duas habilidades muito diferentes e a maioria das pessoas não gostam de conciliá-las. Mas para construir um negócio de bilhões de dólares, os fundadores precisam evoluir com suas empresas. Eles precisam aprender a gerenciar as pessoas. “É uma pessoa rara que pode ser ótima em ambos, mas você precisa ser se quiser criar uma startup realmente excelente”, finaliza.

(via Business Insider)

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]