Primeira rodada para investimentos em startups da CapTable entra na reta final

Plataforma de investimentos levantou cerca de R$ 2,2 milhões, em menos de 90 dias, para quatro startups; primeira rodada termina no dia 25 de outubro

0
shares

A primeira rodada de ofertas públicas de títulos de investimentos em startups da CapTable já tem data para encerrar: dia 25 de outubro.

A poucos dias do fim do prazo, mais de 13 mil pessoas se cadastraram na CapTable para conhecer as opções. Destas, 615 se tonaram investidoras, atraídas pela possibilidade de ganhos exponenciais.

Até o momento, foram levantados mais de R$2,2 milhões para investimento em quatro startups que fazem parte da plataforma de investimentos da Captable. Com valores a partir de R$1.000 qualquer pessoa pode se tornar investidora em um dos empreendimentos. A modalidade de aplicação tem se mostrado uma alternativa atrativa em um cenário de taxa básica de juros no patamar de 5.5%.

As startups com as últimas quotas ainda disponíveis atuam nas áreas da saúde (healthtech) e publicidade (adtechs). Uma delas é a NOC. Trata-se de uma startup que funciona como SaaS (Software em nuvem) de produção de conteúdo para pequenos negócios no varejo local, permitindo que campanhas de publicidade de alto nível sejam acessíveis para empreendedores de pequeno porte.

Outra opção que está disponível para receber novos investidores é a InBeauty. Sua equipe desenvolve pesquisa aplicada em nanotecnologia para criar suplementos de vitaminas e minerais em cápsulas que realmente consigam fazer o organismo absorver nutrientes necessários para o fortalecimento de unhas e cabelos e para evitar problemas de saúde.

De acordo com um dos diretores da plataforma, Guilherme Enck, o propósito é mostrar que basta uma startup dar certo para que seus investidores tenham ganhos exponenciais, como foi o caso dos investidores da 99 - aplicativo de transporte de passageiros - que hoje vale mais de US$1bi.

"O diferencial da CapTable é a disponibilização de startups que tenham um real potencial de escalar e que possam gerar retornos a todos que investiram nela. Nosso filtro é muito criterioso e conta com nomes experientes nos mercados de startups e investimentos", diz Guilherme.

Investimentos coletivos em startups

A CapTable é uma empresa representante do chamado equity crowdfunding, regulamentado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) em 2017. De acordo com normas regulatórias, as empresas que querem fazer oferta pública de investimentos coletivos podem arrecadar um montante de até R$5milhões. Os dados oficiais da CVM apontam que foram movimentados R$12,8milhões em investimentos gerados por 2.467 pessoas que apostaram em 22 projetos.

Em 2018, o número de investidores que acreditaram nesta modalidade para ganhar dinheiro saltou para 8.966 pessoas. Juntas elas injetaram o valor de R$46 milhões que foram distribuídas entre 46 startups.

Diante dos resultados desta primeira rodada da CapTable como amostra, é possível fazer um prognóstico de que os dados a serem divulgados deste ano tendem a ser mais promissores. O cenário de crise econômica e taxa Selic a 5.5% faz com que muitos brasileiros a procurarem diferentes formas de rentabilização financeira.

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários