Volocopter, startup de táxis-aéreos autônomos, recebe US$ 55 mi de investimento

Com o aporte, a startup planeja lançar sua aeronave em até três anos; a rodada foi liderada pela Geely Holding Group, dona da Volvo, Lotus e outras marcas

0
shares

A Volocopter, startup de táxis-aéreos autônomos, recebeu US$ 55 milhões de investimento em uma rodada liderada pela Geely Holding Group — dona da Volvo, Lotus e outras marcas de automóveis. A empresa, que possui mais de 150 funcionários, já arrecadou mais de US$ 90 milhões de investidores como Intel e Daimler, dona da Mercedes-Benz. 

“A mobilidade urbana precisa evoluir nos próximos anos para atender à crescente demanda. Com nossos táxis-aéreos Volocopter, estamos adicionando um novo nível de mobilidade nos céus ”, disse Florian Reuter, CEO da Volocopter, em um comunicado. "Essa rodada de financiamento nos permite dar grandes passos pra dar vida à mobilidade aérea urbana, respeitando o dinheiro de nossos acionistas". 

Segundo a startup, os novos fundos serão usados para lançar a aeronave Volocity em até três anos. Em agosto, a empresa realizou seu primeiro teste de decolagem e aterrissagem vertical (eVTOL) no aeroporto internacional de Helsinque, na Finlândia. O Volocity comporta dois passageiros e atinge uma velocidade máxima no ar de 110km/h. Além do Volocity, a empresa está desenvolvendo o Voloport, com salas para os futuros passageiros e locais de manutenção para as aeronaves.

A startup também anunciou a formação de uma joint venture com a Geely Holding para levar mobilidade aérea urbana à China.“Estamos passando de uma fabricante de automóveis para um grupo de tecnologia de mobilidade, investindo e desenvolvendo uma ampla gama de soluções de próxima geração”, disse Li Shufu, presidente da holding.

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários