Impossible Foods, de ‘carne vegetal’, faz parceria com produtora de hambúrguer

A startup de carne plant-based realizou uma parceria com o OSI Group para aumentar escalabilidade, à medida que ganha grandes clientes, como o Burger King

0
shares

A Impossible Foods, startup estadunidense de carne plant-based (ou “carne vegetal”), realizou uma parceria com o OSI Group, fornecedor de hambúrguer de carne bovina. A iniciativa tem como objetivo escalar a produção da própria Impossible Foods.

Atualmente, os produtos de carne plant-based da startup podem ser encontrados em mais de 10 mil locais, inclusive nos cardápios de algumas unidades do Burger King. A OSI Group possui a escala demandada pela parceira, pois tem o Mc Donald’s como um de seus clientes, de acordo com a Reuters.

O aumento na produção também é devido à aprovação para venda dos hambúrgueres da Impossible Foods em supermercados. O FDA (Foods and Drug Administration, responsável por regular remédios e alimentos nos EUA) aprovou o uso da leghemoglobina de soja, que dá o sabor e cheiro semelhante a carne para as plantas. A leghemoglobina é uma substância em que a foodtech brasileira Behind The Foods também está apostando.

“Nós estamos conversando com o FDA por metade de uma década para garantir que nós estamos cumprindo com todas as regulamentações de segurança em comida – para o Impossible Burger, produtos futuros e canais de venda”, disse Dana Wagner, líder jurídica da Impossible Foods, em um anúncio.

A ascensão das carnes plant-based

A Impossible Foods é uma das maiores startups do setor de carne plant-based. A empresa foi avaliada em US$ 2 bilhões após sua última rodada de investimentos, em maio deste ano. Participaram da rodada celebridades como Jay-Z, Jaden Smith e Katy Perry, além de Bill Gates. O fundador do Microsoft acredita que essa é uma das tecnologias mais promissoras para o futuro.

Sua maior concorrente americana é a Beyond Meat, que abriu capital recentemente e enfrentou uma valorização de mais de 550% em suas ações. A empresa também triplicou sua receita em comparação ao ano passado, atingindo US$ 40,2 milhões no primeiro trimestre de 2019.

O mercado de carnes plant-based já existe no Brasil. A Fazenda Futuro e a Behind The Foods são duas das empresas mais notáveis do setor. A Fazenda Futuro foi avaliada em US$ 100 milhões após receber um investimento de US$ 8,5 milhões.

Já a Behind The Foods, que lançou o hambúrguer recentemente, vendeu em média 25 mil hambúrgueres em 22 dias. Agora, a foodtech está apostando também em carne moída para elaboração de receitas como polpetone, kafta, entre outros.

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários