Startup que utiliza células-tronco para aumentar longevidade levanta US$ 290 M

A Celularity utiliza células-tronco de placentas para desenvolver tecidos e células para aumentar imunidade, cura e longevidade

0
shares

Além de procurar novos tratamentos e curas para doentes já existentes, a tecnologia está sendo utilizada em outro segmento da medicina: a longevidade. É o caso da startup Celularity, que utiliza células tronco de placentas para produzir células e tecidos para aumentar a imunidade e longevidade do ser humano.

A Celularity é um spinout da Celgene, empresa de terapia genética. Fundada por Peter Diamandis, fundador da Singularity University e Dr. Robert Hariri, médico e fundador da Celgene, a startup recebeu o aporte de US$ 250 milhões de investidores como Tony Robbins e John Sculley (da Apple).

US$ 250 milhões é um grande aporte para ser recebido por uma startup – o que significa que há MUITA gente acreditando nessa ideia, que possui potencial. A placenta é a matéria-prima para o desenvolvimento de células e tecidos que ajudam a lutar e curar doenças e até mesmo se autorregenerar.

A placenta é uma matéria-prima rara (e que não pode ser vendida), mas a Celularity possui um bom fornecedor: a startup é dona da LifeBank USA, o único recebedor de placentas e biomateriais doados do mundo, existente há mais de 20 anos.

A startup já está dando seus primeiros passos – Hariri afirmou ao TechCrunch que a Celularity já conduziu testes clínicos e tratou “centenas de pacientes”. A startup agora está esperando a aprovação do FDA, órgão regulador de comidas e tratamentos nos Estados Unidos, para realizar testes em larga escala. Ainda de acordo com a startup, a aprovação deve ser realizada de 12-24 meses. “A medicina celular é intrinsicamente segura e pode ter um grande impacto na medicina dos Estados Unidos”, disse Hariri.

“Nossa missão majoritária é transformar 100 anos no novo 60, e prover para as pessoas o máximo de estética, mobilidade e cognição enquanto envelhecem”, comentou Peter Diamandis. “Os 20 anos de ciência, pesquisa e propriedade intelectual iniciados pelo meu visionário parceiro, Dr. Bob Hariri, são a pedra angular da revolução da longevidade”.

Essa não é a primeira vez que Peter Diamandis investe em longevidade. O fundador da Singularity University também co-fundou a Human Longevity em 2014 para estimular um maior tempo e qualidade de vida para humanos.

Conheça outras formas de como a tecnologia está impactando na saúde e medicina no nosso e-book gratuito!

(Via TechCrunch)

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários