O que você pode fazer para alcançar melhores resultados para o seu negócio com propaganda na internet?

Avatar

Por Erica Queiroz

24 de Maio de 2017 às 11:43 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

No final de abril, o Interactive Advertising Bureau (IAB) lançou o IAB 2016 Internet Advertising Revenue Report, um relatório que contém os resultados das receitas de propaganda na internet no ano de 2016, nos Estados Unidos, preparado pela PwC norte-americana.  
Este relatório é a compilação de dados e informações relatadas diretamente à PwC, dados corporativos on-line, disponíveis ao público, e informações fornecidas por empresas de venda de anúncios on-line. Os resultados são considerados uma medida bastante representativa das receitas de publicidade on-line, pois grande parte dos dados é compilada a partir de informações fornecidas por empresas que vendem esse tipo de publicidade.
A receita de anúncios em dispositivos móveis no ano de 2016 foi a mais alta já obtida na história, totalizando US$ 36,6 bilhões (51% dos US$ 72,5 bilhões gastos pelos anunciantes no ano passado), sendo que o vídeo digital também atingiu o recorde de US$ 9,1 bilhões, de acordo com o relatório.
O investimento em propaganda cresceu 22% em relação aos US$ 59,6 bilhões investidos em 2015. Já o investimento mobile aumentou 77% em relação ao ano anterior. É um aumento extremamente relevante, que não pode passar despercebido quando a sua empresa estiver alocando a verba publicitária anual (se houver pouca ou nenhuma alocação de verba no segmento mobile, está mais do que na hora de a estratégia de marketing da sua empresa ser revista).
 
O relatório do IAB também informa que:
– As categorias mais representativas dos investimentos na internet continuam a ser o varejo, que representou 21,3% dos gastos com publicidade na Internet em 2016, os serviços financeiros, com 13,3% dos gastos, e os automóveis, com 12,5%.
– Há, cada vez mais, uma migração do desktop para o mobile, que em 2016 representou mais de 50% da receita de publicidade pela internet pela primeira vez.
– As receitas de publicidade on-line continuam concentradas nas 10 principais empresas de venda de anúncios, representando 73% da receita total no quarto trimestre de 2016 (2 pontos percentuais abaixo dos 75% registrados no quarto trimestre de 2015)
– O investimento em propaganda nas redes sociais subiu 50% com relação a 2015, atingindo US$ 16,3 bilhões em 2016
– O investimento recorde em vídeo digital representou um aumento de 53% em relação ao ano anterior
– A receita de vídeo subiu vertiginosamente em dispositivos móveis, mais do que duplicando – 145% em relação a 2015
– As receitas de pesquisa atingiram quase US$ 35 bilhões em 2016, um aumento de 19% em relação a 2015
– O áudio digital, medido pela primeira vez neste relatório, apresentou receita de US$ 1,1 bilhão em 2016
Para ter uma ideia da dimensão do crescimento das receitas em propaganda geradas pela internet, é só dar uma rápida olhada no gráfico abaixo (o IAB faz a medição desde 1996):
Portanto, pode-se concluir que hoje é praticamente impossível a sobrevivência de uma empresa sem o investimento em propaganda on-line, principalmente em propaganda mobile e em redes sociais. Também é muito importante o investimento em vídeos.
Deste modo, termino este artigo com uma pergunta: “O que você pode fazer para alcançar melhores resultados para o seu negócio com propaganda na internet?”

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]