Confira o site de 9 unicórnios antes de se tornarem empresas de US$ 1 bi

Avatar

Por Isabela Borrelli

18 de setembro de 2018 às 12:05 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Algo que ainda preocupa (e ocupa) muitos empreendedores é a primeira impressão… Que hoje em dia, na maioria das vezes, é o site da empresa. Dessa forma, muitos gastam tempo e dinheiro fazendo com que a porta de entrada do seu negócio seja impressionante, mas isso é mesmo necessário? Afinal de contas, como já ensinado por Eric Ries, autor de Startup Enxuta, o que importa é validar a ideia por meio de um produto mínimo viável, ou seja, uma versão simples, mas funcional do produto.

Diversas startups que hoje são unicórnios apostaram nessa fórmula, trazendo produtos simples para o mercado e, depois de validado, investiram no visual e em outras funcionalidades. Não necessariamente o site é o MVP de toda startup, mas ele sem dúvida reflete essa ideia: afinal, porque investir em um super site se não é certeza que aquele empreendimento sequer faz sentido?

Se você acha que o site dos unicórnios que conhecemos sempre foram tão bons ou agradáveis visualmente… Bom, você está errado. Confira abaixo 9 sites de unicórnios antes deles valerem US$ 1 bilhão:

AirBnB

Website de: Julho de 2010

Valuation atual: US$ 29,3 bilhões

WeWork

Website de: Novembro de 2011

Valuation atual: US$ 20 bilhões

Uber

Website de: Janeiro de 2011

Valuation atual: US$ 68 bilhões

SpaceX

Website de: Julho de 2007

Valuation atual: US$ 18,5 bilhões

Pinterest

Website de: Junho de 2012

Valuation atual: US$ 10,4 bilhões

Slack

Website de: Janeiro de 2014

Valuation atual: US$ 5,1 bilhões

Coinbase

Website de: Setembro de 2012

Valuation atual: US$ 1,6 bilhões

23andMe

Website de: Março de 2007

Valuation atual: US$ 1,6 bilhões

Buzzfeed

Website de: Março de 2007

Valuation atual: US$ 1,5 bilhões

Fonte: CBInsights