5 lições de vida que todo empreendedor deve ter em mente

Avatar

Por Lucas Bicudo

2 de dezembro de 2016 às 17:28 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

À medida que crescemos, temos que aprender uma infinidade de lições para nos ajustarmos à sociedade. Não bata no seu irmão mais velho; provavelmente ele irá te bater mais forte. Check. Não coma um bolo inteiro no jantar; bem possivelmente você terá uma dor de barriga. Check. Olhe para os dois lados antes de atravessar; você pode ser atropelado. Check.

As lições amadurecem conforme amadurecemos, claramente, e se formos espertos, nós nunca iremos parar de aprendê-las. Nós aprendemos milhares de lições durante a vida – e se você é um empreendedor, dobre esse número.

Quando você está na missão de inovar e trazer novas ideias, certamente você não terá todas as respostas. É impossível. Nós constantemente aprendemos em tempo real, errando e consertando. O caminho para o sucesso é um árduo processo, mas podemos dar uma amenizada nisso olhando para a experiência de outros empreendedores, que já estiveram na mesma situação.

Aqui seguem cinco lições que você inevitavelmente irá aprender como um empreendedor:

1 – Decidir no calor do momento é uma má ideia

Pode você estar começando um negócio ou pode você ter uma unicórnio, a questão é que sempre aparecerão momentos que requerem que você tome uma decisão. Quando você realmente se importa com sua empreitada, é fácil envolver suas emoções nesse processo. Não faça isso. Pare e respire antes, entenda o que está em jogo. É nesses momentos que temos que exercitar nosso neurônio da frieza.

2 – Falhar possui mais benefícios que você imagina

Se você já pensou em empreender, certamente já se deparou com a frase “abrace suas falhas”. Ela geralmente vem com o sentimento de que somos todos humanos, todos cometem erros e nós não devemos nos cobrar por isso. Mas fato é que suas falhas possuem mais benefícios do que apenas nos conscientizarmos de que estamos todos sujeitos a isso. A falha nos presenteia com a oportunidade de recomeçarmos por um outro caminho. Você saberá aonde não cair. Fracassar gera repertório. Repertório é investimento.

3 – O medo provavelmente nunca irá sumir

Medo é uma das razões principais que afastam as pessoas do empreendedorismo. É assustador cair nesse mundão com uma ideia. Você provavelmente já se deparou com diversas estatísticas que mostram que 90% das startups não vão para frente. Só esse fato já é o suficiente para afastar muita gente da atividade. Mas se você é verdadeiramente apaixonado por fazer o que você ama, você encontrará uma maneira de lidar. Ele te deixará sempre com um friozinho na barriga, mas sabe como é: o que não nos mata, nos fortalece.

4 – Não entregue sua ideia sem capitaliza-la

Muitos modelos de startups focam primeiro na aquisição de usuários antes mesmo de receber algo por isso – casos de aplicativos ou redes sociais. O problema é que você provavelmente irá gastar todas suas reservas antes mesmo de receber um mísero centavo. Eaí? E quando o dinheiro acabar? O que vai acontecer? Você precisa ter uma clara noção do seu mercado, para construir uma solução que as pessoas pagarão. Claro que todos começamos lá de baixo. Então rentabilize seus primeiros dez clientes. Depois replique esse modelo para 20 pessoas, 40 pessoas, 100 pessoas. O importante é começar, o que nos leva à próxima lição.

5 – Execução é tudo

Todos podem ter uma grande ideia. Todos podem ter uma maravilhosa estratégia. Mas essas duas coisas não valem nada se não vierem com um plano de execução de primeira classe. Execute. Aprenda. Erre. Acerte.

(via Entrepreneur)

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]